Notícias sobre SME-Rio - 2015 - agente educador - 110 vagas

Concurso Agente Educador-Rio fica para 2017

Acesso para Visitante


Expectativa é de que o Concurso Agente Educador-Rio 2017, para a Secretaria Municipal de Educação do Rio, seja realizado na gestão do novo prefeito, Marcelo Crivella, que toma posse em janeiro.

Abertura de novo concurso em discussão

Acesso para Assinante


Um concurso importante em pauta da Secretaria Municipal de Educação do Rio de Janeiro (SME-Rio), que pode ser retomado até o fim deste ano, é o de agente educador da Prefeitura do Rio. Sem uma nova reposição de pessoal há seis anos, é imprescindível que a seleção ocorra logo, já que a carência de servidores é grande. Estava quase tudo pronto para a publicação do edital. A organizadora já havia sido definida - a Secretaria Municipal de Administração do Rio de Janeiro (SMA-Rio) - e a oferta seria de 110 vagas, para serem distribuídas por 11 Coordenadorias Regionais de Educação (CREs) da cidade.  

Confirmada a prioridade para concursos da Educação

Acesso para Assinante


Apesar de ainda não ter previsão de quando será retomado, o concurso em pauta de agente educador da Secretaria Municipal de Educação do Rio de Janeiro (SME-Rio) é uma das prioridades da Prefeitura do Rio de Janeiro, assim como outros da área da Educação, para o magistério. Isso foi salientado pelo secretário de Administração, Marcelo Queiroz, na última quinta-feira, dia 18.

Escolaridade ainda é indefinida para a carreira

Acesso para Assinante


O concurso de agente educador da Prefeitura do Rio de Janeiro ainda aguarda uma definição oficial quanto à mudança do nível de escolaridade da carreira. Exigindo atualmente apenas o nível fundamental, a função poderá passar a pedir o nível médio/técnico na área de técnico escolar. Mas para isso, um anteprojeto de lei elaborado pelo vereador e presidente da Comissão de Educação e Cultura, Paulo Messina, visando à alteração da escolaridade, ainda precisa ser enviado à Câmara do Rio.

Escolaridade do agente educador é debatida

Acesso para Assinante


Após as festividades de fim de ano e o término do recesso de muitos órgãos públicos, a estimativa é de que a questão pendente do concurso de agente educador da Prefeitura do Rio de Janeiro seja enfim resolvida logo, para que a seleção possa sair do papel. O que está em discussão é o nível de escolaridade do cargo.

Escolaridade do cargo ainda está em pauta

Acesso para Assinante


Ainda não há uma definição oficial quanto à mudança do nível de escolaridade da carreira de agente educador II da Secretaria Municipal de Educação do Rio de Janeiro (SME-Rio). A pasta aguarda um parecer da Procuradoria-Geral do Município do Rio de Janeiro (PGM-Rio), que avalia este caso. O cargo originalmente é de nível fundamental.

Rio terá concurso para professor e agente educador

Acesso para Assinante


Dois concursos serão realizados pela Secretaria Municipal de Educação do Rio de Janeiro (SME-Rio). Um é para agente educador, visando ao preenchimento de 110 vagas, enquanto que o outro é para professor de Educação Física, com 130 oportunidades, totalizando o ingresso de 240 novos servidores públicos. Ambos estão a cargo da Secretaria Municipal de Administração do Rio de Janeiro (SMA-Rio), e as contratações serão feitas pelo regime estatutário, o que possibilitará a estabilidade no emprego.

Sepe critica mudança de nível de escolaridade

Acesso para Assinante


A suspensão do concurso de agente educador II da Secretaria Municipal de Educação do Rio de Janeiro (SME-Rio), devido à provável revisão do nível de escolaridade da carreira, do nível fundamental para o médio/técnico, não tem agradado muito. Além de muitos candidatos interessados em atuar na área não terem a formação específica necessária, essa alteração também é rechaçada pelo Sindicato Estadual dos Profissionais de Educação do Rio de Janeiro (Sepe-Rio).

Agente educador pode ter mudança de escolaridade

Acesso para Assinante


O concurso de agente educador II, da Secretaria Municipal de Educação do Rio de Janeiro (SME-Rio), está suspenso, por tempo indeterminado. A decisão foi informada em audiência pública na Câmara Municipal do Rio, na última quinta-feira, dia 12, convocada para tratar, em princípio, da Lei de Orçamento Anual para 2016 (LOA 2016). Entre os presentes estavam a secretária de Educação, Helena Bomeny, e o presidente da Comissão de Educação e Cultura da Casa, Paulo Messina.

NEWSLETTER
Cadastre-se para receber notícias e Informações