Intercâmbio: a importância de um planejamento estratégico


Com experiência no mercado do intercâmbio, a diretora da CP4 Cursos no Exterior|Traveller, empresa que oferece programas de viagens estudantis e culturais fora do país, Ana Beatriz Faulhaber dá dicas de como se planejar para realizar um curso no exterior, e cita a Austrália como um dos destinos mais vantajosos no momento.

Veja também
Intercâmbio: agilizar a documentação para o visto é fundamental

Intercâmbio: o caminho para uma melhor qualificação profissional

Chats gratuitos com especialistas em carreira


Para a especialista, traçar um objetivo é o primeiro passo para uma jornada segura e vantajosa. "Com planejamento, a experiência com a viagem certamente te trará benefícios. Sem planejamento ninguém consegue objetivar um programa. O brasileiro não tem muito essa coisa de planejar, mas para fazer esse tipo de curso é preciso que a pessoa antecipe a visão."

Segundo Ana Beatriz Faulhaber, é preciso preciso enxergar a parte financeira como um investimento, e não como um gasto. Além disso, Antes de tudo é necessário se questinorar sobre:
 
- Por que preciso desse curso
- Como atingir o meu objetivo
- Quanto vai me custar
- Em quanto tempo poderei pagar pelo curso

Especialista no assunto, Ana Beatriz Faulhaber atualmente vê a Austrália como um dos melhores investimentos por conta da possibilidade de trabalho no país e do valor do dólar australiano.

"Na Austrália, em curso de pelos menos 14 semanas é permitido ao estudante trabalhar. Então, isso é um diferencial muito interessante. Com cerca de 4.500 dólares australianos, que fica cotado, em média, entre R$2,61 ou R$2,70, você tem programas em que ainda é possível financiar o pagamento em 18 e 24 vezes. O planejamento financeiro é extremamente importante."

Veja como planejar a sua viagem de intercâmbio:


Assine e tenha acesso completo ao conteúdo do Folha Dirigida
OU

Comentários

NEWSLETTER
Cadastre-se para receber notícias e Informações