Prêmio de Educação Científica 2016 recebe inscrições até 20 de agosto


Estão abertas, até 20 de agosto, as inscrições para o Prêmio de Educação Científica 2016. Podem participar professores da rede pública do Estado do Rio de Janeiro que desenvolvam algum projeto para melhoria do aprendizado em Matemática e disciplinas ligadas à Ciência.

Além da oportunidade de ter reconhecimento social pelo projeto que desenvolve, o regulamento prevê que o professor que participar do Prêmio de Educação Científica 2016 pode ter ganhar fazer uma viagem a Londres. Além disso, as escolas onde atuam os vencedores serão premiadas.

Promovido pela BG Brasil, uma subsidiária da Royal Dutch Shell, a iniciativa tem como objetivo premiar professores da rede estadual e de secretarias municipais de educação de todo o Estado do Rio. O prêmio tem duas categorias: professores de ensino fundamental II (6º ao 9º ano) de Matemática e Ciências; e professores do ensino médio, de Matemática, Física, Química e Biologia.

Veja também:
 
As inscrições são feitas no site do Prêmio de Educação Científica 2016. Pelo regulamento, cada professor participante poderá inscrever apenas um trabalho. Além disso, só serão aceitas experiências escolares que possam ser comprovadas (por meio de produção de alunos, registros de classe, entre outros meios). São aceitos projetos realizados no ano letivo de 2015 ou de 2016 e que já tenham sido concluídos e avaliados.

Uma avaliação que será feita por uma comissão de especialistas definirá os trabalhos vencedores desta edição. Três serão de professores do ensino fundamental II e três do ensino médio. Os seis ganharão uma viagem a Londres, de uma semana. Despesas com transporte até o aeroporto, hospedagem, visitas programadas, refeições e seguro de viagens serão pagas pela organizadora, nos termos do regulamento.

Escolas também serão contempladas no Prêmio de Educação Científica 2016

Além da viagem, os vencedores ganharão um prêmio em dinheiro, por meio de cartão bônus. Os valores são os seguintes, em cada categoria: R$5 mil para o primeiro colocado, R$4 mil para o segundo colocado e R$3 mil para o terceiro colocado.

A edição deste ano também terá prêmios para escolas onde que foram realizados os projetos vencedores. A premiação será de uma TV de 48 polegadas para o colégio dos que ficarem na primeira colocação, em cada categoria. A unidade de ensino onde trabalha cada segundo colocado ganharão uma TV de 42 polegadas e a do terceiro colocado, uma TV de 40 polegadas. Estas seis escolas ganharão, ainda, um projetor multimídia.

Segundo a gerente de Responsabilidade Social da BG Brasil, Pamella De-Cnop, os vencedores participarão de uma intensa agenda de atividades culturais e educacionais em Londres. Farão parte da programação os principais espaços da capital inglesa que atuam com educação científica. "Há algumas visitas e passeios que são fixos, entre eles, o Museu de Ciências de Londres, que é um espaço de educação científica alternativo muito reconhecido na Inglaterra", diz Pamella De-Cnop.

Segundo a gerente de Responsabilidade Social da BG Brasil, também fazem parte do roteiro visitas a universidades, centros de pesquisa e escolas públicas. "Em 2014, eles conheceram uma escola pública de excelência e, em 2015, levamos a uma de excelência e a uma escola pública com muitos desafios. E na medida em que temos o feedback dos professores, aperfeiçoamos a programação para o ano seguinte", destaca Pamella De-Cnop, ao falar da viagem a Londres, que ganharão os vencedores do Prêmio de Educação Científica 2016, voltado para professores de Ciências, Matemática, Física, Química e Biologia.

Por: Diego Da - [email protected]
Assine e tenha acesso completo ao conteúdo do Folha Dirigida
OU

Comentários

NEWSLETTER
Cadastre-se para receber notícias e Informações