Concursos > MPU

  • Imprimir:
  • Compartilhe
23/01/2013

Artigo Gratuito: MPU, o próximo passo?

Por Cláudia Jones

A possibilidade real de abertura de concurso do Ministério Público da União já está articulando candidatos, como você, interessados em uma vaga. É, de fato, uma ótima oportunidade para quem deseja ingressar na carreira pública, porque confere estabilidade e garante remuneração bastante atrativa tanto para os cargos de nível médio, que são os de técnico, e superior, para analista. 
 
A previsão é de que seja uma disputa acirrada. Só para se ter uma ideia do tamanho da competitividade provocada pelo interesse que o concurso desperta, no último processo seletivo, em 2010, o número aproximado  de inscritos foi de 756 mil em um concurso de 594 vagas. Naquele concurso, organizado pela banca CESPE, o prazo de validade foi de um ano, prorrogável por mais um ano, ou seja, até 2012.
 
Diante disso, começar a preparar-se agora  é uma boa dica. Sendo assim, você pode iniciar seus estudos pelas provas anteriores do MPU. E quando o edital sair, estará um passo a frente e poderá se dedicar às novidades do edital. Existem conteúdos que algumas bancas têm afinidade e outras não; esse conhecimento pode orientar o estudo do candidato que estará sempre na luta contra o tempo. Outra vantagem de estudar pelas provas anteriores é a facilidade de leitura e interpretação das questões - muitas vezes a resposta de uma questão de prova anterior pode ser usada como enunciado em uma outra prova. Conhecendo essas características, você evita surpresas e acelera a resolução das questões.
 
Enquanto o edital não sai, não se pode afirmar se esta ou aquela matéria estará garantida na prova, mas como já houve mudanças no último edital, é possível que elas se mantenham. De qualquer forma, caso apareça alguma novidade, você já estará à frente na preparação.  Por que não dar, então, a partida, e sair na frente dos demais candidatos? Aproveite esse tempo e o fato de muitos concorrentes seus ainda não estarem pensando em iniciar a preparação para o concurso do MPU. Quanto mais cedo começar, menos terá que “correr” para estudar e alcançar quem já vem se preparando há mais tempo que você.
 
Estudar requer organização do tempo gasto para essa finalidade. O ideal é usar uma tabela ou planilha, se possível, ou seja, determinar qual será o tempo reservado para o estudo e quanto desse tempo será dedicado a cada disciplina. Um parâmetro que pode ser interessante e bem eficiente é ajustar o tempo disponível de estudo com o peso de cada disciplina na prova, mas tudo depende em que parte você, candidato, está no processo de preparação.
 
Mais adiante, quando você tiver domínio das matérias básicas, com a  teoria dominada e estiver fazendo exercícios, inicie os estudos das disciplinas específicas. A organização é a mesma, o candidato não deve abandonar o estudo das matérias básicas, mas reduzi-lo para abrir espaço para as disciplinas específicas. Essa programação não pode ser impossível de ser colocada em prática, o candidato deve ser honesto consigo mesmo, isso evita desilusões ao longo do percurso.
 
É importante que você, além de programar os estudos, tenha uma agenda que contemple momentos de lazer. Isso é fundamental para que o cérebro descanse. Não adianta estudar horas demais e assimilar de menos. Estar com família e amigos é a melhor forma de relaxamento e isso faz parte da boa preparação. 
 
Bons estudos! 

Comentários

Para publicar comentários, assine ou faça login.

  • Siga a Folha Dirigida nas redes sociais