Concursos
EBSERH

  • Imprimir:
Última Atualização - 31/10/2012

Notícia sobre este concurso

Edital sofre retificação

O edital do concurso da Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (EBSERH) sofreu algumas alterações. Ao todo são 253 vagas (nove reservadas a deficientes) em 30 áreas dos níveis médio e superior, todas para atuação em Brasília, na sede da empresa. Os salários variam de R$1.841 a R$10.825, para carga de 40 horas semanais, em regime celetista.

Do total de vagas, 64 são para o nível médio, das quais 63 no cargo de assistente administrativo, com exigência apenas do ensino médio e salário de R$1.841. A outra função do 2° grau é técnico em segurança do trabalho, que exige curso técnico específico e tem ganhos mensais de R$2.717.

Já no nível superior, há oportunidades para quem possui formação em Administração, Arquitetura, Contabilidade, Direito, Economia, Enfermagem, Engenharia, Farmácia, Informática, Jornalismo, Medicina, Pedagogia, Psicologia, Relações Públicas ou Serviço Social. O cargo de analista administrativo (qualquer curso) teve corte de dez vagas, passando a 53. Porém, foram criadas outras dez para a função de analista administrativo (gestão em Saúde), com salário de R$4.732.

Para o cargo de analista administrativo (gestão em Saúde) serão convocados para a análise de títulos os 40 melhores classificados na prova objetiva. Em virtude das modificações, o candidato que não tiver mais interesse em participar do certame e que já tenha efetuado o pagamento da taxa de inscrição, poderá solicitar a devolução do valor pago até o dia 1º de novembro através do e-mail cac@iades.com.br.

Os critérios de aprovação na avaliação objetiva também sofreram modificações. Serão considerados aprovados os candidatos que obtiverem o mínimo de 50% da pontuação máxima permitida para cada um dos conhecimentos avaliados na prova, ou seja, 15 pontos para Conhecimentos Básicos e 30 para Conhecimentos Específicos. Na discursiva, o mínimo é cinco pontos, também metade do total.

Outra retificação publicada pelo Instituto Americano de Desenvolvimento (Iades), organizador, esclarece que o candidato que não for convocado para a análise de títulos e de experiência profissional ou correção de prova discursiva estará automaticamente eliminado e não terá classificação alguma no concurso.

Inscrições até 15 de novembro

As inscrições seguem até as 22h (horário de Brasília) do próximo dia 15 e podem ser efetuadas no site do organizador, o Instituto Americano de Desenvolvimento (Iades). As taxas, de R$38 (nível médio) e R$55 (superior), podem ser pagas até o dia 1º de dezembro. Os integrantes do CadÚnico (cadastro de programas sociais federais) podem solicitar isenção da taxa enviando a documentação necessária até o dia 16 do mesmo mês. O concurso terá validade por dois anos, que pode ser dobrada.

Provas estão previstas para 20 de janeiro


Os candidatos serão avaliados por meio de prova objetiva, além de discursiva para o nível médio e avaliação de títulos e de experiência profissional para os graduados, que devem entregar os documentos durante o prazo de inscrições, na Central de Atendimento ao Candidato da organizadora ou via Sedex, para o endereço: SCS Quadra 8, Bloco B-60, 4° andar, Shopping Venâncio 2.000, Asa Sul, Brasília/DF.

As provas estão previstas para 20 de janeiro, à tarde, somente no Distrito Federal. Os locais e o horário das avaliações serão divulgados no dia 21 de dezembro. O exame objetivo contará com 50 questões, sendo 20 de Conhecimentos Básicos (Língua Portuguesa, Raciocínio Lógico e Matemático, Legislação Aplicada à EBSERH e Atualidades) e 30 de Específicos (Legislação do SUS e questões específicas da área). A prova discursiva, na mesma data, consistirá em redação de 20 a 40 linhas. O resultado final está previsto para 28 de fevereiro.
 

Comentários

Para publicar comentários, assine ou faça login.

  • Siga a Folha Dirigida nas redes sociais