Concursos
SME-SP

  • Imprimir:
Última Atualização - 25/10/2013

Notícia sobre este concurso

SME-SP terá novo concurso para professor em 2014

Boas notícias para os interessados em lecionar na rede municipal de ensino de São Paulo. Em entrevista exclusiva recente à FOLHA DIRIGIDA, o secretário municipal de educação, César Callegari, confirmou a intenção de realizar um novo concurso para professor em 2014. A expectativa é de que oferta seja bem superior a das últimas seleções para o cargo. “Nós estamos imaginando que seja para contratação acima de 3.500 profissionais, para atuação na educação infantil e nos anos iniciais do ensino fundamental”, acrescentou.
 
No que se refere aos anos iniciais, os professores atuarão nas classes de 1º ao 3º ano, que correspondem ao novo primeiro ciclo da rede, após as mudanças que devem ser implantadas pelo Programa Mais Educação. Como o foco da seleção será o período de alfabetização, os profissionais deverão contar com curso de Pedagogia.
 
 
O último concurso para estes cargos aconteceu em 2010, com organização da Fundação Carlos Chagas. Até o momento, foram chamados os aprovados até a classificação 7.449. No total, a seleção ofertou 818 vagas, disputadas por 60.219 inscritos.
 
Somente depois de finalizadas as convocações o pedido pelo novo concurso deve ser enviado à Secretaria Municipal de Planejamento, Orçamento e Gestão (Sempla). Até que a seleção seja realizada, no entanto, a pasta deve contratar cerca de 3 mil temporários.
 
Atualmente, o piso salarial para o professor com licenciatura plena que ingressa na rede é de R$1.950 (30 horas semanais) e R$2.600 (para 40 horas semanais). Além disso, todo mês os docentes recebem como benefícios auxílio refeição de R$296,12/mês (considerados 22 dias úteis), sendo R$ 13,46 por dia; auxílio transporte de R$148,90 (quatro conduções/dia); vale alimentação de R$ 257,12; e abono complementar no valor de R$235,09.
 
Já o professor de educação infantil e ensino fundamental I, que atua em pré-escolas e Emefs, tem direito a auxílio refeição de R$296,12/mês (considerados 22 dias úteis), sendo R$13,46 por dia; auxílio transporte de R$177,72 (quatro conduções dia); vale alimentação de R$257,12 e abono complementar de R$176,30. Além disso, anualmente há o Prêmio de Desempenho Educacional (PDE), no valor de R$2.400 e uma Gratificação de Difícil Acesso, que é paga a professores que trabalham em determinadas escolas.

Comentários

Para publicar comentários, assine ou faça login.

  • Siga a Folha Dirigida nas redes sociais