Notícia principal

Banco tem grande carência de escriturários no Rio


As crises econômica e política que o país enfrenta são, segundo fonte ligada ao Banco do Brasil, os motivos para o atraso na abertura do concurso para escriturário no Rio de Janeiro, Amazonas, Espírito Santo, Minas Gerais, Rio Grande do Sul e Santa Catarina. O concurso ainda não saiu e, questionado, o banco opta pelo silêncio. Contudo, a seleção, segundo sindicalistas, é inevitável, diante das necessidades de pessoal. O cargo de escriturário exige o nível médio e tem remuneração de R$3.280, que, com o acordo após a greve dos bancários, passará para R$3.613,58.
Assine e tenha acesso completo ao conteúdo do Folha Dirigida
OU

Comentários

NEWSLETTER
Cadastre-se para receber notícias e Informações