Notícia principal

Gabaritos oficiais preliminares das provas saem nesta terça, dia 1º


As provas para o concurso da Caixa Econômica Federal foram realizadas neste domingo, 30, reunindo 1.176.607 de candidatos, sendo 1.156.737 para técnico bancário (de nível médio) e 19.870 para médico trabalho e engenheiro (de nível superior), de acordo com a assessoria de imprensa do banco. As provas para técnico bancário, com 85.207 inscritos no estado, foram realizadas na parte da tarde,  das 15h às 19h30. O número de faltosos não foi informado pela organizadora, o Cespe/UnB. Nesta terça, dia 1° de abril, serão divulgados os gabaritos oficiais preliminares das provas objetivas, que poderão ser consultados aqui, na FOLHA DIRIGIDA Online. Os candidatos que desejam entrar com recursos poderão interpor os pedidos, dispondo de dois dias para fazê-lo. Para recorrer, o candidato deverá utilizar o sistema de Interposição de Recurso, disponível no site do organizador e seguir as instruções ali contidas. O resultado final está previsto para ser publicado no dia 22 de abril.

Na Universidade Veiga de Almeida (UVA), Zona Norte do Rio, aproximadamente 4.500 pessoas realizaram prova. A maioria chegou com 1h30 de antecedência, o que complicou o trânsito nas ruas e calçadas ao redor. Um dos motivos de aglomeração na parte de fora do local de prova, por parte de muitos concorrentes, foi a busca pelo bloco em que seria aplicado o exame. Os portões foram abertos pontualmente às 14h, permanecendo assim até às 15h20. Os 20 minutos de tolerâncias foram suficientes para chegada de quase 40 pessoas, não havendo ocorrências de atrasados. O primeiro candidato a deixar o local de prova na Veiga de Almeida foi o estudante Matheus Riveira, de 19 anos. Ele se preparou durante dois meses. Segundo Matheus, a prova estava fácil, porém ele confessou que não estudou o suficiente, preferindo não arriscar em várias questões, já que a banca organizadora anula uma questão certa a cada questão respondida errada. “Vou estudar mais no próximo ano e frequentar um curso preparatório”, disse ao sair.
 
Já a administradora de empresas Mariana Guerra reclamou que as disciplinas do conteúdo programático foram diferentes das cobradas em prova. Perguntada sobre o nível de dificuldade da redação Mariana disse “Foi fácil”. A economista Lígia Amaral afirmou que preferiu focar nas questões de Português e na redação, deixando as questões de matemática e lógica para o fim. Além das 120 questões objetivas de Língua Portuguesa, Conhecimentos Gerais e Conhecimentos específicos, os candidatos ainda foram submetidos a redação. O concurso é para formação de cadastro de reserva, sendo 2.055 no Rio de janeiro. No Estado, a relação é de 41,46 candidatos/vaga em cadastro. O cargo de técnico bancário é de nível médio, com remuneração de R$2.025.

Serviço

Organizadora: www.cespe.unb.br/concursos/CAIXA_14_NM/

Comentários

NEWSLETTER
Cadastre-se para receber notícias e Informações