Notícias sobre INSS - 2015 - Técnico e Analista - 950 vagas

Câmara federal debate situação precária no instituto

Acesso para Assinante


Nesta quinta-feira, dia 30, a Comissão de Seguridade Social e Família (CSSF) da Câmara dos Deputados retoma as atividades e irá debater, além de outros assuntos, a situação precária do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), que ainda aguarda a autorização do Ministério do Planejamento para preencher 4.730 vagas por meio de concurso.  

Reeleição de Dilma deixa concurso mais perto

Acesso para Assinante


Reeleita com mais de 51% dos votos, a presidente da República, Dilma Rousseff, terá, entre as muitas preocupações, de dar a atenção necessária ao quadro do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), que luta contra a enorme carência de pessoal. Sua manutenção no poder deve acelerar, inclusive, o processo de autorização das 4.730 vagas no Ministério do Planejamento Orçamento e Gestão (MPOG), sendo 2 mil de técnico do seguro social, 1.150 de perito médico e 1.580 de analista do seguro social, que está no mesmo setor desde abril.

Carência em debate após segundo turno das eleições

Acesso para Assinante


Após o segundo turno das eleições (próximo domingo, dia 26), e seu rescaldo, a Comissão de Seguridade Social e Família (CSSF) da Câmara dos Deputados voltará a se reunir para debater diversos assuntos, entre eles a situação precária do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), que ainda aguarda a autorização do Ministério do Planejamento para 4.730 vagas. 

Demora é bem aproveitada pelos candidatos

Acesso para Assinante


Enquanto o Ministério do Planejamento não autoriza as 4.730 vagas pedidas pelo Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), milhares de concurseiros já fazem a sua parte, focando na preparação. Vislumbrando a tão sonhada vaga na autarquia, os futuros candidatos acreditam no estudo com antecedência como chave para alcançar uma boa classificação no concurso.  

Demora é bem aproveitada pelos candidatos

Acesso para Assinante


Enquanto o Ministério do Planejamento não autoriza as 4.730 vagas pedidas pelo Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), milhares de concurseiros já fazem a sua parte, focando na preparação.  

Anasps critica demora da autorização do concurso

Acesso para Assinante


Enquanto o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) se diz otimista quanto à autorização das 4.730 vagas pelo Ministério do Planejamento, a Associação Nacional dos Servidores da Previdência e da Seguridade Social (Anasps) não entende a demora do sinal verde, visto que a autarquia luta contra a enorme carência de pessoal.  

Coordenadora reconhece carência e confirma concurso

Acesso para Assinante


Capacidade operacional comprometida e otimismo quanto ao sinal verde para as 4.730 vagas pedidas ao Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão (MPOG). Assim está o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), cujo maior desafio é, sem dúvida, o enfrentamento da carência de servidores, face ao hiato de concursos da autarquia, que ficou entre 1985 e 2003, exatos 18 anos, sem realizar essas seleções. 

Professora orienta para a prova de Português

Acesso para Assinante


O estudo com antecedência é um dos segredos da aprovação de milhares de concurseiros no país, e o ideal é ele ocorrer entre seis meses e um ano antes da publicação do edital, para que sejam maiores as chances de aprovação e de uma boa classificação. E esse método se aplica muito bem ao concurso do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), que aguarda o sinal verde do Ministério do Planejamento para 4.730 vagas. 

Análise do concurso deve acelerar após eleições

Acesso para Assinante


Enquanto milhares de brasileiros pensam em quem votar no próximo domingo, dia 5 de outubro, o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) aguarda, ansiosamente, o fim do período eleitoral. É que, após as eleições, o INSS acredita que haverá maior celeridade no processo de autorização do concurso da autaquia, que solicitou 4.730 vagas em cargos dos níveis médio e superior. Apesar de o pedido encontrar-se em análise de um mesmo setor do Ministério do Planejamento desde abril, assessores da presidência confirmam que há otimismo em relação ao sinal verde da pasta e espera-se que ele ocorra até o fim deste ano.

NEWSLETTER
Cadastre-se para receber notícias e Informações