Folha Dirigida Entrar Assine

Como o Facebook está ajudando mães estudantes em todo o país


Gravidez precoce. Estudos. Enem. Termos que tinham tudo para ser opostos, mas que, graças à iniciativa da jornalista Fernanda Vicente, ganharam uma oportunidade de caminharem lado a lado. O Mães no Enem é uma página do Facebook que faz a ponte entre mulheres voluntárias e mães que vão prestar o Exame Nacional do Ensino Médio 2016. Funciona da seguinte forma: quem tiver interesse e disponibilidade para cuidar das crianças faz um cadastro online, que fica à disposição das mães estudantes.

No Brasil, 309 mil adolescentes mães estão fora da escola, segundo levantamento do Movimento Todos pela Educação, com base na Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad). A evasão escolar se dá, entre outros motivos, pela ausência de quem fique com a criança enquanto a mãe estuda ou está na escola. A Pnad mostrou que das mais de 400 mil meninas mães entre 15 e 17 anos, apenas 104.731 estudam. O que significa que mais de 300 mil estão fora da escola. Talvez seja essa grande demanda o motivo do sucesso imediato do Mães no Enem.

“Eu fiz um post me oferecendo a ajudar. Sou mãe e sei como é difícil conciliar maternidade, vida profissional e estudos. O meu post começou a ‘bombar’ de comentários com outras mulheres se oferecendo igualmente a ajudar. Decidi fazer uma lista de voluntárias sem pretensão alguma, mas a cada minuto a lista crescia mais e mais. Assim decidi realmente criar uma página e um projeto”, disse a idealizadora.

Maes do Enem

Com a ajuda da advogada Ana Bavon, Fernanda ganhou suporte jurídico na elaboração das fichas de cadastro e do termo de responsabilidade que as voluntárias precisam assinar. O projeto também conta com assistência psicológica para as mães cadastradas, com orientação e apoio emocional. E as parcerias não param por aí. “Temos também aulas de redação online, com voluntárias formadas em Letras e Comunicação Social, que estão preparadas para auxiliar com relação a esse tema. Tudo isso é gratuito e voluntário”, explicou a jornalista.
O Mães no Enem promove a aproximação entre as mães e as voluntárias, oferecendo as fichas cadastrais e documentos de cada uma das mulheres inscritas. A proposta é fazer justamente a ponte entre as duas partes, que depois de aproximadas têm total liberdade e responsabilidade na negociação da parceria. “O maior objetivo é conseguir voluntárias nas principais cidades e também nas regiões mais afastadas, e conseguir ajudar o maior número de mães possível”, disse Fernanda.
A escolha da plataforma foi crucial para que o projeto desse certo. Muito popular, o Facebook tem 99 milhões de usuários ativos mensais no Brasil. Segundo a própria rede, oito em cada dez brasileiros conectados à Internet estão no Facebook. E para Fernanda, sem a ferramenta seria bem mais difícil colocar sua ideia em prática. “A tecnologia ajudou e muito. As redes sociais têm um papel importante nesse tipo de ação. Elas ajudam a divulgar, a replicar e a tornar públicas causas importantes como essa.” Hoje o Mães no Enem conta com 200 voluntárias, do Acre, Bahia, Belo Horizonte, Pernambuco, São Paulo, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Distrito Federal, Goiás, Rio de Janeiro e Ceará. 
E a lista não para de crescer. As provas do Enem 2016 estão marcadas para 5 e 6 de novembro. Mas já há voluntárias dispostas a cuidar das crianças antes mesmo das avaliações, para que a mãe possa, por exemplo, frequentar um cursinho preparatório. Fernanda quer manter o banco de voluntárias para que, depois de aprovadas, as mães consigam frequentar a universidade e concluir a graduação. “Quando ela consegue concluir o ensino superior as chances de melhores empregos e salários aumentam, contribuindo para uma vida com mais qualidade para ela e para os filhos.”


Comentários

NEWSLETTER
Cadastre-se para receber notícias e Informações