Folha Dirigida Entrar Assine

Em artigo, Terezinha Saraiva fala sobre o Educador do Ano


O poder de um bom gestor

* Terezinha Saraiva

São José do Rio Preto, município do noroeste de São Paulo, tem uma área de 431.944km² e uma população de cerca de 450 mil habitantes. Seu prefeito por dois mandatos é o Dr. Valdomiro Lopes da Silva Junior, que diz com justificado orgulho que São José do Rio Preto é o 4º município em qualidade de vida e o 2º em atendimento de saúde.

Seu sistema de ensino municipal é composto por 52 unidades de pré-escolar, que atendem 7.011 crianças, e por 42 escolas de ensino fundamental onde estudam 17.960 alunos. Entre essas, a Escola Darcy Ribeiro, com 742 alunos, tem como gestor o professor Diego Mahfouz Faria Lima, que vem desenvolvendo brilhante trabalho à frente da escola.

Sua história e a história da escola valem a pena ser contadas para conhecimento dos professores e, sobretudo, dos gestores de escolas públicas de ensino fundamental, para que tenham a dimensão correta da importância de um bom gestor para fazer a diferença.

O prédio da escola Darcy Ribeiro estava em péssimo estado de conservação, por descaso de gestores anteriores e, também, pelo mau uso por parte dos alunos. As taxas de repetência e evasão eram altas. As famílias não queriam mais matricular seus filhos na escola e queriam transferir os que ainda lá se encontravam. A escola não era prestigiada pela comunidade onde se localizava. Quando a Secretaria Municipal de Educação chamou os professores para escolherem as escolas para dirigir, nenhum deles escolheu a escola Darcy Ribeiro. Foi, então, perguntado ao professor Diego Mahfouz Faria Lima se ele aceitava o desafio de dirigir a escola. E ele aceitou.

Seu primeiro passo, após visitar a escola e de ter constatado o lamentável estado em que prédio e equipamento se encontravam, pelo descaso e violência, o desinteresse dos que lá trabalhavam e lá estudavam, foi visitar casa por casa da comunidade, falando com as pessoas, convidando-as para ajudá-lo a recuperar o prédio, pedindo que voltassem a matricular seus filhos na escola.

Sua sinceridade, sua simplicidade, suas palavras conquistaram os professores, os 400 alunos que lá ainda estudavam e a comunidade. Suas palavras e seu gesto despertaram a confiança em todos e, como num passe de mágica, professores, alunos e suas famílias, os moradores da comunidade, num mutirão, pintaram a escola, as salas de aula, consertaram banheiros e demais dependências, colocaram vidros nas janelas, capinaram o terreno. A escola ganhou novo mobiliário.

A matrícula, hoje, é de 742 alunos. Os professores trabalham com dedicação e competência. Os alunos são assíduos, seu desempenho escolar é bom. Conservam a escola. Os pais ou responsáveis são chamados a participar de assembleias para decidir junto com o diretor, as medidas a serem tomadas.
A escola possui, hoje, uma excelente biblioteca, quadra de esportes, oferece várias atividades culturais. Possui uma orquestra. Os alunos são estimulados a fazer descobertas na área da ciência e tecnologia. A escola funciona em tempo integral e é aberta à comunidade que, hoje, tem um sentimento de pertencimento em relação à escola, sentimento que deveria ser sentido por todas as comunidades nas quais existe uma escola neste nosso Brasil.

Diego Mahfouz Faria Lima é gestor exemplar. Trilhou o caminho certo para reerguer a escola de ensino fundamental Darcy Ribeiro, no município São José do Rio Preto. Apresentou-se à comunidade, pedindo apoio e colaboração. Duplicou a matrícula, fez com que os alunos passassem a respeitar e a gostar da escola em que estudam, conservando-a, tornando-se assíduos, interessados e estudiosos. Fez do corpo docente seus aliados na gestão da escola. Proporciona, constantemente, cursos de atualização e aperfeiçoamento realizados na própria escola; tem uma supervisora atuante e uma vice-diretora comprometida com ele e com os demais profissionais que lá trabalham.

Por esse trabalho que o professor Diego Mahfouz Faria Lima realizou na Escola Darcy Ribeiro, transformando uma história de descaso e violência em uma nova realidade, com alunos e professores motivados, e uma comunidade participativa, é que, no dia 23 de maio, a Academia Brasileira de Educação concedeu-lhe, por unanimidade, o Prêmio Fernando de Azevedo - o Educador do Ano de 2015.

Na homenagem que lhe foi prestada pela Academia Brasileira de Educação, ao entregar-lhe o Prêmio, foi exibido um vídeo produzido pela Assessoria de Imprensa da Fundação Cesgranrio, contando ao vivo e a cores, a obra de amor realizada pelo professor Diego Mahfouz Faria Lima na Escola Darcy Ribeiro. A emoção estava presente no rosto de todas as pessoas presentes à cerimônia. O homenageado, ao agradecer num improviso marcado pela simplicidade, sinceridade e emoção revelou seu compromisso com a educação e seu amor pelo o que faz.

Durante a cerimônia, o homenageado foi saudado pelo presidente da Academia Brasileira de Educação, professor Carlos Alberto Serpa que, num improviso inspirado, ressaltou o trabalho realizado pelo professor Diego, verdadeiro educador e eficiente gestor que, com amor, competência e dedicação conseguiu fazer de uma escola desacreditada, uma escola exemplar.

Finalizando a cerimônia marcada pela emoção, falou o Prefeito de São José do Rio Preto, Dr. Valdomiro Lopes da Silva Junior que, também de improviso, fez um belo discurso, encerrando com chave de ouro a cerimônia da entrega do prêmio Educador do Ano - 2015, ao professor Diego Mahfouz Faria Lima.

* Educadora

Por: Larica Santos - [email protected]
Assine e tenha acesso completo ao conteúdo do Folha Dirigida
OU

Comentários

NEWSLETTER
Cadastre-se para receber notícias e Informações