Folha Dirigida Entrar Assine

MEC libera acesso ao espelho da redação do Enem 2015


O Ministério da Educação (MEC) liberou o acesso ao espelho da Redação do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2015. Dos 5.631.606 textos corrigidos, 104 obtiveram nota mil. Outros 53.032 foram anulados e receberam nota zero. O índice foi bem menor que em 2014, quando cerca de 500 mil textos não pontuaram. Ficaram com zero as redações em que os alunos fugiram do tema, desrespeitaram direitos humanos e escreveram em uma tipologia diferente da solicitada.

O espelho fica disponível exclusivamente para vista pedagógica. Os candidatos não podem, por exemplo, apresentar qualquer tipo de recurso ou contestação da nota. A divulgação, segundo o MEC, tem o objetivo de permitir que o participante saiba qual foi o resultado em cada uma das cinco competências avaliadas e comparar o desempenho com o dos demais inscritos daquela edição do exame.

“Mostrar aos participantes a avaliação de seu desempenho, seguindo os critérios estabelecidos, faz cumprir uma das funções mais nobres da avaliação, que é a retroalimentação do processo de desenvolvimento individual”, afirmou a presidente do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep), Maria Inês Fini.

O tema da redação, em 2015, foi "A Persistência da Violência contra a Mulher na Sociedade Brasileira." As redações são avaliadas por dois corretores independentes, que atribuem nota de zero a 200 pontos para cada uma das cinco competências que estruturam o exame. A média aritmética entre as cinco competências resulta na nota da redação.

Uma terceira correção é feita em caso de discrepância maior do que 100 pontos na soma total da correção ou maior do que 80 pontos em uma ou mais competências. Persistindo a discrepância, o texto é encaminhado a uma banca especial, formada por novos três membros, que atribui a nota final.

Serviço
enem.inep.gov.br/participante/#/loginParticipante

Por: Larica Santos - [email protected]
Assine e tenha acesso completo ao conteúdo do Folha Dirigida
OU

Comentários

NEWSLETTER
Cadastre-se para receber notícias e Informações