Folha Dirigida Entrar Assine

Mudanças na redação bem recebidas


Uma das novidades do Exame Nacional do Ensino Médio de 2012 é a mudança nos critérios de correção das redações. O Ministério da Educação reduziu de 300 para 200 pontos a discrepância entre as notas dadas pelos avaliadores para que seja feita uma terceira avaliação. O mesmo ocorre se a diferença for maior de 80 pontos em qualquer uma das cinco competências avaliadas nesta parte da prova.

Se após a terceira correção, a diferença entre as notas persistir, uma banca dará a pontuação final sobre o texto. As mudanças deram esperança aos candidatos. Segundo o aluno Ronie Pereira, de 17 anos, estudante do Colégio Santa Mônica, esse recurso irá facilitar para que a correção se aproxime do maior nível de qualificação possível.

"Acho que isso vai ajudar, porque, deste modo, terá menos injustiça como observamos nas edições passadas. Esse filtro nas avaliações vai diminuir bastante as chances de erro. O fato de haver uma banca com três avaliadores caso haja problemas nas correções para que a nota final seja efetivada dá mais tranquilidade também. Com isso, é menos provável que ocorram erros graves. O maior medo que nós temos na verdade é sobre os critérios de correção que as perguntas têm, porque as questões não possuem o mesmo valor, umas tem um peso maior que as outras."

Os interessados em fazer o Enem tem até o dia 15 de junho para se inscreverem no site do Instituto Nacional de Ensino e Pequisa (Inep). A taxa de inscrição é de R$35. Estão isentos deste valor alunos que estejam concluindo o ensino médio e que comprovem carência socioeconômica. Para os que precisarão pagar a taxa, o prazo vai até 20 de junho. A prova ocorre nos dias 3 e 4 de novembro.

Os candidatos que prestarem o Enem este ano contarão com um recurso inexistente nas edições anteriores, a de visualizar a redação corrigida. A novidade é oriunda do termo de ajustamento de conduta firmado entre o MEC e a Justiça no final do ano passado, definindo o acesso da redação aos alunos. Apesar do recurso não disponibilizar a solicitação de revisão da nota, esse mecanismo é considerado útil pelos vestibulandos.

"Este recurso facilita muito para os estudantes, porque as outras universidades, como a Uerj e mesmo a UFRJ, têm essa possibilidade de o candidato acessar a correção da prova e da redação, o que não havia no Enem nas edições anteriores. Isso era como uma barreira para nós. Agora nós podemos ver onde erramos e isso contribui para a preparação dos alunos que forem prestar o exame novamente no ano seguinte, por exemplo", afirma Thiago Portes, de 17 anos, estudante do ensino médio do Colégio Santa Mônica, que fez o Enem do ano passado por experiência e afirma que se a redação corrigida tivesse sido disponibilizada, a sua preparação para este ano seria mais eficiente.

A estudante Luana Marquarte, também aluna do Santa Mônica, de 16 anos, considera que o aperfeiçoamento na correção contribuirá para que os aprovados sejam alunos de alto nível. Para ela, que também já fez o Enem como exercício, o tempo de prova ainda dificulta aos estudantes a realizar o exame com excelência.

"Eu acho que isso melhora para todo mundo, porque eu considero a redação a parte fundamental do Enem. É a área mais cobrada, porque se você for bem na prova geral mas acabar falhando na redação, a chance de passar diminui muito. Acho que corrigindo melhor as redações, isso vai filtrar os candidatos de forma mais eficiente, selecionando candidatos mais aptos e melhores encaminhados para entrar na faculdade. Acho a alteração muito válida e acredito que também poderiam mudar o tempo da prova. O fato da média para responder cada pergunta ser de 3 minutos deixa a gente apreensivo, fora que os enunciados muito extensos por vezes nos fazem ter que reler a questão para poder entender melhor."

A expectativa do Ministério da Educação (MEC) é de que o Enem 2012 receba cerca 6 milhões de inscritos e o processo de segurança na aplicação do exame promete ser mais rigoroso do que nas edições passadas, com os episódios de vazamento de questões e roubo de provas. O Cartão de Confirmação da Inscrição, com dados contendo o número de inscrição, local de realização das provas, além da opção de língua estrangeira, será enviado para os candidatos até o dia 26 de de outubro. Além de oferecer acesso às instituições de graduação públicas, o Enem disponibiliza candidatura para os que desejam realizar a prova para entrar em universidades particulares através do Programa Universidade Para Todos (ProUni) e para os que buscam a certificação de conclusão do ensino médio.

Por: Thiago Luiz - [email protected]
Assine e tenha acesso completo ao conteúdo do Folha Dirigida
OU

Comentários

NEWSLETTER
Cadastre-se para receber notícias e Informações