Folha Dirigida Entrar Assine

Três alunos conseguem vista e revisão do Enem


Três estudantes que fizeram o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) e entraram na Justiça com pedido de recurso contra a nota da redação conseguiram ganho de causa. Eles obtiveram o direito de vista de prova e de revisão da nota, segundo o advogado Diogo Rezende de Almeida, que os representa judicialmente.

Dois deles aguardam decisão do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (n referente à nova avaliação da prova. Um ficou com 480 pontos e outro com 440. O terceiro, a quem atribuída nota zero, segundo o advogado, teve a pontuação mantida após a revisão. A nota zero é dada, geralmente, quando a avaliação do corretor é de que o aluno fugiu ao tema.

Diogo, que é professor de Direito e diz que não tem condições de fazer uma análise mais precisa sobre que notas os alunos mereceriam, criticou a restrição do acesso à prova por parte dos inscritos. "O Inep está absolutamente equivocado em negar vista de prova e revisão aos candidatos que se sentirem prejudicados", comentou o advogado.

O advogado disse que solicitou, informalmente, que dois professores de Português avaliassem os textos e a conclusão foi de que as notas deveriam ter sido bem mais altas. Segundo ele, a favor dos alunos, está o fato de que têm bons desempenhos nas escolas que estudaram ao longo do ensino médio e que conseguiram pontuações altas na parte objetiva. "São estudantes de alta performance. Até por isso, decidiram recorrer."

Na última quarta-feira, dia 4, o MEC confirmou que foi alterada a nota de um estudante de São Paulo, que havia tirado zero na Redação. Ele havia conseguido, também na Justiça, o direito de ter acesso à redação. Ao constatar que provavelmente havia sido prejudicado pela correção, solicitou revisão da nota. Após nova avaliação, ficou com 880 pontos. Segundo o MEC, 16 pedidos de recurso foram apresentados e este foi o único em que a nota foi alterada.

Por: Diego Da - [email protected]
Assine e tenha acesso completo ao conteúdo do Folha Dirigida
OU

Comentários

NEWSLETTER
Cadastre-se para receber notícias e Informações