Folha Dirigida Entrar Assine

Área militar: Português é matéria comum a concursos


Vários concursos estão abertos para ingresso na carreira militar. São processos seletivos que exigem como escolaridade, do ensino médio ao nível superior completo, em diversas áreas. Mas, independentemente do processo seletivo, todos terão que mostrar habilidade em relação ao uso da Língua Portuguesa.

Em alguns casos, os participantes precisarão apenas fazer uma Redação. Mesmo assim, será fundamental estudar os principais tópicos referentes à gramática, para ter um bom desempenho na elaboração do texto. Mas, na maior parte dos concursos, além da redação, será preciso resolver questões objetivas de Português.

Os programas de matérias dos concursos podem até ter suas semelhanças. Mas, a abordagem dos tópicos guarda algumas diferenças, por conta do nível de escolaridade exigido e do perfil das bancas, como, por sinal, acontece com os concursos públicos, de maneira geral.

No caso do concurso para a EsSA, o maior processo seletivo para ingresso em escolas militares do país, a avaliação na parte de Língua Portuguesa tem um perfil qualificado como “básico”, de acordo com o professor de Português Daniel Moraes, do Curso Progressão Autêntico. Segundo ele, uma das principais características desta prova atualmente é uma divisão entre a parte gramatical e a parte interpretativa literária.

“De uma maneira geral, todos os aspectos gramaticais são cobrados de modo equitativo, com maior, mas não tanta incidência em ortografia e concordâncias”, disse o especialista.

Mesmo entre concursos que têm como exigência o mesmo grau de escolaridade, a abordagem da prova de Língua Portuguesa pode ter diferenças. É o caso da prova de Português para a EsPCEx, por exemplo, que também exige ensino médio mas, segundo o professor Daniel Moraes, tem perfil bem diferente da realizada para a EsSA.

“No caso da EsPCEx, por sua vez, não há comparação; é outro tipo de prova. Exemplo disso é que, em determinados anos, a gramática é supervalorizada, porém, em outros, o valor recai sobre a prova de Literatura”, diz o professor, lembrando que, nas provas para concursos que exigem ensino superior, como a da EsFCEx, é importante uma atenção maior às regras gramaticais.

“Já quanto à EsFCEx, é interessante para o candidato estudar com mais afinco a gramática, buscando seus porquês e suas exceções”, salienta o professor.

Por: Larica Santos - [email protected]
Assine e tenha acesso completo ao conteúdo do Folha Dirigida
OU

Comentários

NEWSLETTER
Cadastre-se para receber notícias e Informações