Folha Dirigida Entrar Assine

Andifes critica ingerência do MPF em universidades


A Associação Nacional dos Dirigentes das Instituições Federais de Ensino Superior (Andifes) divulgou uma nota na qual critica atuação dos agentes do Ministério Público Federal (MPF). A entidade solicita ao órgão empenho para que atitudes restritivas sejam excluídas das práticas de controle da gestão pública.
 
No texto, a Andifes acrescenta que o MPF deve agir "em nome das liberdades individuais e institucionais, do preceito constitucional da autonomia universitária e do diálogo produtivo entre as instituições do Estado e a sociedade."
 
De acordo com a Andifes, recomendar que universidades públicas se abstenham de promover ou participar de atividades relativas ao atual processo político do país são incompatíveis com a autonomia fixada e garantida na Constituição Federal e na Lei de Diretrizes e Bases (LDB).
 
A Associação diz, ainda, que não aceita que as conquistas de liberdade acadêmica e de direitos civis sejam arbitrariamente suspensas. Eles também pedem o respaldo da comunidade universitária e da sociedade brasileira para manifestar apoio aos dirigentes e instâncias acadêmicas que sofrem tentativas de cerceamento de liberdade de expressão e independência de gestão. 

Assine e tenha acesso completo ao conteúdo do Folha Dirigida
OU

Comentários

NEWSLETTER
Cadastre-se para receber notícias e Informações