Folha Dirigida Entrar Assine

Colégio Realengo lança seu livro


Em uma tarde de autógrafos, alunos do Colégio Realengo foram homenageados pelo talento que demonstraram ter com a escrita. Eles participaram do lançamento do livro da escola para o Projeto Redação 2014, que é promovido pela FOLHA DIRIGIDA, em parceria com escolas e redes de ensino, e que conta com o apoio institucional da Fundação Biblioteca Nacional.

Os alunos homenageados são os que tiveram suas redações publicadas no livro da escola. Eles tiveram uma autêntica tarde de escritores e comemoraram o momento especial ao lado de amigos e familiares. Escolhida não só como vencedora no projeto de redação do Colégio Realengo, mas também para participar do lançamento do livro especial, que reúne os melhores textos de cada uma das escolas e redes de ensino participantes, Gabriella Santos Sancler, aluna do 3º ano, ressaltou a alegria que sentia ao ver seu texto publicado nos livros. "Foi uma surpresa. Isso representa muito para mim, porque é o retorno do meu esforço, do que fiz esses três anos estudando aqui. Além disso, ver minha mãe orgulhosa é a minha maior vitória".

Para a estudante, esse processo de criação trouxe muito mais do que um prêmio, mas também um possibilidade de escolha profissional. "Eu estava muito confusa sobre qual carreira seguir. Agora acho que o projeto abriu portas na minha vida. Hoje em dia penso em fazer algo relacionado à literatura. Estou gostando muito desse mundo", disse a jovem.

O processo de educação é em si muito importante. A escola, junto dos familiares e da sociedade em geral, deve dar o suporte que os jovens precisam para se saírem vitoriosos na vida. Porém, para algumas famílias, isso é mais difícil, como é o caso de Rosana Santos, mãe de Gabriela. Por isso, ela sempre procurou dar toda a ajuda que a filha precisa em seus estudos e a incentivá-la sempre.

"Eu vim de uma família simples, de 11 filhos. Minha mãe não pôde dar muito estudo para nós. Então, o que não tive, procuro dar a Gabriela. E acho que a dedicação toda que minha filha tem é também para me mostrar que ela pode dar certo".

Com sentimento de felicidade e sorriso estampado no rosto, a aluna Fabíola dos Anjos Vasques, do 9° ano, nunca tinha participado do projeto, e já em seu primeiro ano, saiu-se vitoriosa. Escolhida também
para fazer parte do livro geral de todos os colégios, a menina contou que foi uma emoção especial poder participar dos dois livros. "Quando recebi o resultado, fui logo contar para a minha mãe. Não imaginava que meu texto fosse participar dos livros, foi uma surpresa. A escrita, para mim, é uma forma de expressar o que estou sentindo. Gosto de escrever de uma forma geral sobre a minha vida, sobre o dia a dia".

Escrevendo sobre temas como natureza e reciclagem, a aluna Beatriz Medeiros, 8 anos, vê a escrita como uma forma de mostrar para as pessoas o que sente, e qual seu pensamento sobre determinados assuntos. Assim como as outras duas alunas do colégio Realengo, Beatriz também teve sua redação selecionada para os dois livros e mostrou-se muito feliz com isso. Incentivada a ler e escrever, a estudante deve essa conquista ao seu próprio esforço e aos seus pais. "A primeira coisa que fiz quando cheguei em casa, depois de saber que tinha sido uma das escolhidas, foi abraçar meus pais e agradecê-los. Vou guardar o livro como lembrança desse momento especial", afirmou a estudante.

Nos dias de hoje, nesse mundo tão competitivo, é importante que os jovens tenham um pouco de experiência em tudo. Por isso a importância do projeto de redação na vida desses alunos, ajudando, desde cedo, a se expressarem e a colocarem seus argumentos de forma mais clara. É assim que pensa a radiologista Elaine Marques de Almeida, mãe de Júlia Clara Jochimek, aluna do 5° ano do colégio.

Para Elaine, esse incentivo é fundamental para o processo de aprendizagem. "Sempre compro livros evangélicos, entre eles a Bíblia, além de jornais, para mostrar a minha filha que é preciso estar sempre
antenada e em busca de informações", afirmou Elaine, que estava muito feliz com a vitória da sua filha.
 

 
Professores fazem balanço positivo

Com o objetivo de despertar a criatividade dos jovens e de incentivar sua criação literária, educadores, coordenadores e supervisores do Colégio Realengo comemoraram, com orgulho, a edição do Projeto de Redação 2014. Em uma tarde especial, o evento, ocorrido no próprio colégio, contou com a participação dos funcionários, pais e alunos, que se reuniram para a solenidade.

Utilizando-se critérios estipulados pelos professores de redação junto à coordenação da área, cada professor fez a correção das redações e selecionou entre três e cinco que se destacaram. Em seguida, em cada sala, começaram os trabalhos de leitura em grupo, debate de ideias, elegendo-se, ao final, as duas melhores redações de cada turma que foram publicadas no livro do projeto. Critérios gramaticais, de coesão, de criatividade contaram muito nesse processo de seleção.

Esse ano, o tema do Projeto Redação foi "convivência". Os alunos trabalharam todos os tipos de convivência em sala, no ambiente de trabalho, na sociedade. Questionada quanto à participação dos alunos nesse processo de produção das redações, a supervisora do maternal ao 5° ano, Denise de Jesus Barboza, respondeu que foi uma participação intensa. "Procuramos fazer com que eles continuem sempre querendo participar, sem contudo, confundir o "querer ganhar" como se isso fosse
um troféu, mas que eles percebam a possibilidade de criar e ver valorizada a sua criação, ainda que essa não vá para o livro final", afirmou Denise.

Com resultados como a melhora da escrita e leitura, e até uma maior motivação dos alunos, o balanço da realização do projeto na escola foi positivo. Os jovens e até as crianças tiveram a possibilidade de vibrar com sua própria produção e com os textos dos outros, interagindo e trocando ideias. Além disso, houve um trabalho articulado entre várias disciplinas para o projeto. "Foi um trabalho multidisciplinar, ou até mesmo interdisciplinar, porque alguns professores trabalharam juntos, em parceria", disse Luciana Hortides do Nascimento, coordenadora do ensino fundamental II.

Para a escola, é muito gratificante e de grande importância realizar esse projeto. Além de descobrir grandes talentos, a instituição acaba sendo contemplada com o resultado final. Segundo Patricia Pimentel Cêsca, coordenadora de Língua Portuguesa, o resultado do projeto também foi um presente para a escola. "Foi um trabalho realizado ao longo do ano todo, e agora tivemos o retorno desse esforço. Não só na parte escrita, mas no desenvolvimento do falar do aluno, dele vir fazer uma entrevista e participar de uma tarde de autógrafos. Isso motiva também outros alunos que não participaram, ou até os que participaram, a buscarem ganhar novamente."
 


Qual a emoção de ter um texto em um livro?

"É a primeira vez que fui selecionada no projeto Redação. Fiquei muito feliz quando soube da minha conquista. É inacreditável ver um texto meu publicado em um livro. A escrita, para mim, é a forma em que eu consigo me expressar melhor, de passar o que eu sinto. Guardarei esse livro de lembrança."
Emmanuelle Amanda, 13 anos, 8° ano


"Já sabia da existência desse projeto e ficava muito ansiosa para participar. Com meu próprio esforço e interesse, esse ano eu consegui. Quando soube que tinha sido escolhida, fiquei muito animada e comecei a gritar de emoção. A escrita é uma forma de libertação, é o momento em que consigo expressar tudo que eu estou sentindo. Amo escrever."
Isabelle dos Santos, 11 anos, 6° ano


"Fiquei muito surpresa e feliz em ter tido a redação escolhida. Não esperava. Sempre gostei muito de ler, e escrever tem sido uma descoberta agora na minha vida. Fiquei mais motivada ainda para continuar escrevendo, porque tive a comprovação de que vale a pena. Escrever algo que as pessoas gostaram é motivo de muito orgulho para mim."
Luana Pereira Antunes, 14 anos, 8° ano


"Não sabia exatamente como funcionava o processo, até que um professor de literatura me explicou que para concorrer, eu deveria fazer uma redação. Quis participar, e acabei tendo minha redação escolhida. Achei muito legal, nunca imaginei que um texto mesmo pudesse ser lançado em um livro. É muito importante, na condição de estudante, fazer parte disso."
Raquel de Souza, 15 anos, 1° ano


"Essa é a quarta vez que estou sendo selecionada. Cada ano que ganhei teve um gosto especial na minha vida, porque cada vez que sou selecionada, fico mais motivada a continuar escrevendo. Acredito que o essencial para se ter uma vitória é ter foco, empenho e dedicação. A leitura também ajudou muito nessa minha conquista."
Amanda Marques, 17 anos, 3º ano


"Fiquei muito feliz. Não esperava, mas acredito que tenha conseguido porque usei bastante as dicas que o professor deu. Escrever agora em um livro e saber que pessoas vão dar opinião sobre o meu texto é bem diferente. Sinto mais motivação em continuar escrevendo por saber que pessoas leram e aprovaram meu texto."
Thayna Martins, 15 anos, 1º ano


"Fiquei muito feliz quando soube do resultado. Percebi que toda a dedicação de um ano inteiro valeu a pena. E agora me sinto mais estimulada a continuar escrevendo, pois é um incentivo saber que estou escrevendo cada vez melhor. E acabo incentivando também os meus amigos, porque eles viram que se eu consegui, eles podem conseguir também."
Julia Clara Marques Jochimek , 10 anos, 5º ano


"Ver um livro que tem um texto meu publicado me causou muita felicidade, não esperava por isso. Essa vitória é importante, pois descobri que tenho potencial para a escrita, e isso pode me ajudar futuramente em alguns concursos que tenham redação. Essa conquista me despertou mais vontade de ler e escrever em casa, por conta própria."
Juliana Almeida, 15 anos

 


Lista dos autores

Ana Clara Domingues Riani Costa
Artur Henrice de Oliveira
Beatriz Castilho Pires da Silva
Beatriz Medeiros Evangélico
Caio de Carvalho Nunes
Camila Barcellos Lopes
Cinthia Bernardo Sales
Clariana Mello Santana
Dayana M. Oliveira
Déborah Faustino dos Santos
Denis Lucas
Emelly Borges
Emmanuelle Amanda
Erick Manjarra de Souza
Evelyn B. Pitanga
Fabíola dos Anjos Vasques
Gabriel Michelli de Souza
Gabriela Siqueira Piaya
Gabriella Santos de Araújo
Gabriella Santos Sancler
Geovani Xavier Chaves
Helena Guillán
Isabella Castro Duarte
Isabela dos Santos Costa
Isabelle dos Santos Sales Silva
Joanna de Carle Alves
João Pedro Martins Oliveira
Julia Banas
Júlia Clara Marques de Almeida Jochimek
Juliana Almeida de Miranda
Juliana Mendonça
Kelly de Freitas Silva
Lady de Araújo
Luana Pereira Antunes
Lucas Alex dos Santos Alves
Lucas Alves Mendonça
Lucas Silva Miranda
Luiza da Rocha Fonseca Ciccarino
Marcia Simone do Nascimento
Maria Eduarda Domingues Riani Costa
Maria Fernanda Couto Nunes de Barros
Matheus Gomes Araujo
Matheus Lima
Matheus Moreira Peres Felippe
Matheus Neves
Miguel de Paiva Costa
Miguel do Nascimento
Millena Alves da S. Cêsca
Patrick Machado Lino
Paulo Sérgio de Oliveira Forte Junior
Rafael de Souza
Raquel de S. Costa
Thaiane Silva L. de Holanda
Thamires Araújo
Thamyres Alves Sales
Thayná Martins Brito de Souza
Thiago José Riguett da Silva
Yasmin Santos

Por: Amauri Martins - [email protected]
Assine e tenha acesso completo ao conteúdo do Folha Dirigida
OU

Comentários

NEWSLETTER
Cadastre-se para receber notícias e Informações