Folha Dirigida Entrar Assine

Ocupações pressionam o governo


Além da greve dos professores, o governo tem precisado lidar com a insatisfação dos alunos, materializada em uma onda de ocupações de escolas. Iniciada em 21 de março, no Colégio Estadual Prefeito Mendes de Morares, na Ilha do Governador, a mobilização chegou a alcançar, segundo informações da Assembleia Nacional dos Estudantes Livre (Anel), 83 unidades. De acordo com o mais recente balanço da Secretaria de Educação do Estado (Seeduc), atualmente, cerca de 50 escolas estão ocupadas.

A mobilização dos estudantes segue sem previsão de término. Dentre as reivindicações dos alunos  estão demandas específicas de cada escola e solicitações que abrangem todo o sistema de educação do estado. Além disso, a ação apoia a greve dos professores.

O movimento de ocupação encontrou resistência entre os próprios estudantes. No mês de maio, alunos que não concordam com as ocupações, pois temem que os protestos comprometam o término do ano letivo, formaram um movimento contrário, chamado Desocupa. No Colégio Mendes de Moraes, integrantes dos dois grupos chegaram a entrar em confronto.

Recentemente, estudantes ocuparam o auditório da (Seeduc-RJ) com o intuito de pedir mais diálogo com a pasta. No entanto, foram retirados por policiais militares do Batalhão de Choque e alguns ocupantes tiveram que sair do local carregados por colegas durante a operação.

Mesmo não tendo sucesso na primeira tentativa, estudantes voltaram à Seeduc e ocuparam novamente a Secretaria. O impasse continua, pois, se de um lado, os alunos cobram negociação, de outro, o governo alega que já atendeu exigências como o fim do Saerj, liberação de até R$15 mil por escola ocupada para reformas emergenciais, realização de eleições para diretores das unidades e mais tempo para Filosofia e Sociologia. Os alunos também cobram o fim dos cortes na educação que, segundo eles, tem levado a demissões de funcionários e a precarização dos serviços.

Assine e tenha acesso completo ao conteúdo do Folha Dirigida
OU

Comentários

NEWSLETTER
Cadastre-se para receber notícias e Informações