Folha Dirigida Entrar Assine

Uerj prepara abertura de 13 leitos no HUPE para pacientes com a Síndrome de Guillain - Barré


O Hospital Universitário Pedro Ernesto (HUPE), da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (Uerj), abrirá 13 leitos do Serviço de Neurologia exclusivamente para o atendimento de pacientes com a Síndrome Guillain - Barré, associada ao Zika vírus. A organização interna das equipes já foi iniciada para que a abertura ocorra no menor prazo possível.

Em nota enviada à imprensa, a Uerj diz que cumpre "sua vocação de atendimento à alta complexidade, seu papel estratégico na rede do SUS e sua responsabilidade com a saúde da população do Estado do Rio de Janeiro."

O projeto integra a proposta de recuperação do HUPE e ampliação da capacidade de atendimento, com maior número de leitos abertos. A premissa do plano é a regularização dos repasses financeiros ao Hospital, que possibilitará o pagamento às empresas terceirizadas e demais fornecedores. Ele prevê, ainda, reabastecimento com medicamentos e materiais médicos, além de calendário de pagamento das bolsas aos residentes da instituição.

O projeto é uma parceria entre HUPE/UERJ, a Secretaria de Estado de Saúde (SES) e Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação (Secti), apoiado pelo governo do Estado do Rio de Janeiro. A integração prevê, além do suporte financeiro, aporte da SES, através do fornecimento de imunoglobulinas e equipamentos complementares, se for o caso.

Na carta, a direção diz que trabalha, paralelamente, com o Ministério da Saúde, para o estabelecimento da parceria que vise ao acompanhamento de recém-natos com microcefalia.

Por: Larica Santos - [email protected]
Assine e tenha acesso completo ao conteúdo do Folha Dirigida
OU

Comentários

NEWSLETTER
Cadastre-se para receber notícias e Informações