Folha Dirigida Entrar Assine

Momento de revisar conteúdo para específica de Química


A próxima etapa do Vestibular Estadual é marcada pelo seu caráter discursivo. A nota conquistada pelo participante nessa etapa será somada ao conceito obtido no exame de qualificação, podendo chegar ao máximo de 100 pontos. Diferentemente da primeira etapa, a prova, que será aplicada no próximo mês, cobrará dos candidatos domínio de áreas específicas e respostas mais elaboradas.
 
Dentro das graduações oferecidas no proceso seletivo existem os campos de conhecimentos relacionados com a disciplina de Química. Como exemplo, os cursos de Química, Ciências Biológicas, Enfermagem, Medicina, Nutrição, entre outras. Já para as carreiras de Farmácia, Tecnologia em Produção de Fármacos, Engenharia Química e Tecnologia em Polímeros a específica discursiva de Química terá peso dobrado no exame. Para o professor Luiz Manuel Pereira Martins, do Colégio Pentágono, a melhor estratégia de estudos, neste momento, deve se basear na revisão.
 
"Não vale a pena tentar absorver nenhum conteúdo novo agora, não é mais o momento para isso. É hora de aumentar a revisão para fixar o que já foi aprendido. Também é válido e interessante estudar e refazer as provas anteriores do vestibular, pois deste modo é possível traçar melhor o perfil da prova", afirma o professor, comentando sobre os possíveis temas que serão cobrados no exame. "A prova é bem abrangente em termos de conteúdo, mas é possível perceber que dentro de Química Orgânica devem ser exigidos isomeria, reações e propriedades químicas, como na parte de Química Geral serão cobrados equilíbrio químico, soluções e questões envolvendo termoquímica e radioatividade, que são os pontos mais comuns.
 
De acordo Luiz Manuel, é importante que os estudantes fiquem atentos aos enunciados, que podem conter informações básicas para a resolução final. Segundo o professor, muitas vezes as peças chaves para a resposta encontram-se na própria questão. Outra característica fundamental da prova discursiva de Química, inclusive, é a interligação entre diferentes conteúdos na mesma pergunta. A abordagem de vários tópicos do programa geral da disciplina é algo comum no Vestibular Estadual e ao mesmo tempo eficiente.
 
"A prova interliga vários assuntos, o que desestimula aquela velha tática de decorar conceitos, fazendo com que os estudante raciocinem efetivamente. Isso faz com que o aluno tenha que se preocupar com dois ou três itens do programa na mesma pergunta e também é válido já que a área é vasta e são poucas questões dentro do exame. E os enunciados também não são longos, algo que se tornou característico das provas atualmente, e nem são confusos. A maioria dos itens que formam a questão são úteis para o aluno na execução da resposta" 

Por: Thiago Luiz - [email protected]
Assine e tenha acesso completo ao conteúdo do Folha Dirigida
OU

Comentários

NEWSLETTER
Cadastre-se para receber notícias e Informações