Folha Dirigida Entrar Assine

Professor orienta priorizar tópicos da matéria que o candidato já domina


Em dois meses, os candidatos do Vestibular Estadual 2013 vão participar da última fase do processo seletivo, o exame discursivo. Nesta etapa, os classificados em um dos Exames de Qualificação fazem questões de Língua Portuguesa Instrumental com Redação e mais duas matérias específicas, que poderão ter peso um ou peso dois. Para os que disputam vagas nos cursos de Farmácia, Tecnologia em Produção de Fármacos, Engenharia Química, Tecnologia em Polímeros ou Química, é a disciplina de Química a que vale mais.

Para que todos os participantes possam ter bom desempenho no exame, o coordenador de Química da Rede Ponto de Ensino (Pensi), Sand Jorge Moysés, passou algumas dicas. Como o período é curto até a realização das provas, o melhor neste momento é o aluno tentar não aprender mais conteúdos, porque isto, ao invés de ajudar, pode gerar mais ansiedade. Na opinião dele, nesta reta final, o ideal é que o estudante se dedique a refazer exames recentes do Estadual.

"A prova da Uerj é bastante cansativa, pois além de abrangente, ela cobra muito conteúdo e apresenta questões com muitos itens. É importante então que o aluno reserve um tempo para conhecer o modelo
da prova e para refazer, pelo menos, as 10 última. Assim, ele saberá quais são os tópicos mais frequentes e também o tipo de questão que costuma se repetir. Muitas vezes o que muda é só o enunciado da questão, a proposta continua a mesma", orienta.

Segundo Sand, a prova discursiva costuma apresentar uma abordagem maior na parte de Química Orgânica do que o exame de qualificação. Alguns dos conteúdos que costumam ser explorados são: Cálculo Estequiométrico, Equilíbrio Químico e Eletroquímica. No entanto, o coordenador afirma que é arriscado focar somente nos tópicos de maior incidência. "Estudar uns tópicos e outros não poder ser perigoso, já que a prova é bastante variada. O que ele deve fazer é estudar o que puder, de maneira calma para que a assimulação aconteça da melhor forma", diz.

Na hora da prova, a dica é fazer as questões de acordo com o nível de cobrança, afim de economizar tempo. "O aluno que perde muito tempo em uma só questão acaba não conseguindo resolvê-la e fica mais nervoso. A dica é começar pelas mais fáceis, pois todas valem a mesma pontuação. Assim, quanto mais questões ele fizer, mais ele se sentirá seguro para solucionar as mais difíceis", comenta Sand.
 
A partir do dia 27 de outubro, o candidato deverá imprimir o Cartão de Confirmação de Inscrição, que será cobrado no ato da prova, assim como um documento oficial de identidade com foto. O Exame Discursivo será aplicado no dia 2 de dezembro, às 9h. A prova valerá um total de 80 pontos, que serão somados à pontuação obtida no Exame de Qualificação, que pode chegar a 20 pontos.

Este ano, a oferta é de 5.541 vagas para a Universidade Estadual do Rio de Janeiro (Uerj), 220  para a Universidade Estadual da Zona Oeste (Uezo) e 50 para a Academia de Bombeiro Militar D. Pedro II (CBMERJ).

Serviço
Site: www.uerj.br

Por: Larica Santos - [email protected]
Assine e tenha acesso completo ao conteúdo do Folha Dirigida
OU

Comentários

NEWSLETTER
Cadastre-se para receber notícias e Informações