Entrar Assine

Uerj: veja dicas de estudo para História


Os inscritos para o primeiro Exame de Qualificação do vestibular Estadual 2013 estão a poucos dias de enfrentarem a prova. A preparação para o exame chega na reta final e os candidatos devem ficar atentos para o conteúdo programático e para dicas para a resolução das questões. Para a área de Humanas, o professor Renato Gama, docente de História e Filosofia na rede estadual de ensino nos colégios Alecrim e Almirante Tamandaré, além do Colégio Equipe I, alerta sobre a importância da leitura de textos sobre os temas em destaque e atenção às edições passadas do vestibular.

"Na área de Ciências Humanas, o ideal é que o aluno trabalhe muito com texto. E para isso, eu indico, principalmente na parte de História, o site tempopresente.org, que pertence ao Laboratório de História Contemporânea da UFRJ. Como o acesso hoje a internet é muito grande, essa acaba se tornando uma boa opção de leitura de conteúdos de Geografia e História, sendo uma fonte segura de estudo na internet", afirma o professor, lembrando que os textos do tempopresente.org são redigidos por professores de pós-graduação, da educação básica e superior, além de próprios alunos com formação em andamento.

O professor ainda faz ressalvas acerca das prioridades estabelecidas nas questões da prova de História, considerando os temas recorrentes no vestibular Estadual, que seleciona para a Universidade do Estado do Rio de Janeiro (Uerj), para o Centro Universitário da Zona Oeste (Uezo) e para a Academia de formação de Oficiais do Corpo de Bombeiros. Segundo Gama, perguntas sobre o Governo Vargas e a República Velha possuem "99% de chance de cair no vestibular", de acordo com as provas anteriores. Além disso, no quesito histórico contemporâneo, ele comenta sobre a probabilidade de Segunda Guerra Mundial e globalização, temas muito cobrados pela Uerj, aparecerem novamente no exame.

"Fora estes temas, muito populares na prova da Uerj, costumam cair também questões, no âmbito nacional, sobre ditadura militar e governo Juscelino Kubitschek, sendo esses os temas centrais que a Uerj cobra. Vez ou outra o vestibular também cobra imperialismo e terrorismo internacional."

A primeira fase do processo seletivo será aplicada no dia 17 de junho, às 9h. É solicitado que o candidato compareça ao local da prova com uma hora de antecedência, portando o Cartão de Confirmação, documento de identificação original com foto e caneta esferográfica preta ou azul. As notas obtidas no Exame de Qualificação serão acrescentadas à nota do Exame Discursivo, etapa que forma a segunda fase do vestibular da Uerj.

Os candidatos que não se inscreveram ou não conseguiram aprovação no primeiro Exame de Qualificação poderão, a partir do dia 3 de julho, se inscrever para o 2º Exame. Além de ser uma nova chance de inscrição para os interessados, será mais um modo de classificação para os que tiverem realizado o primeiro exame, visando assim aumentar o conceito obtido.

Para obter uma qualificação alta e ter vantagem na segunda fase, o professor Renato Gama sugere o estudo de tópicos da história da América Latina, especificando nos temas sobre os governos Evo Morales e Hugo Chavez, além da questão do Mercosul.

"A Uerj gosta de fazer questões ligando aspectos de Geografia e História, com contexto interdisciplinar. O vestibular cobra muito questões sobre atualidade, principalmente do século 20, até porque a primeira fase se vincula à História, Geografia e Sociologia. Na área de História a Uerj tenta cobrar o máximo possível da atualidade justamente para fazer uma ponte com a Geografia, em casos como a globalização e o Mercosul, temas que abrangem as duas áreas. A Uerj gosta, por exemplo, de colocar um mapa e neste gráfico cobrar duas disciplinas, usando a interdisciplinaridade", destacou o professor.

Serviço:
www.vestibular.uerj.br
www.tempopresente.org

Por: Thiago Luiz - [email protected]
Assine e tenha acesso completo ao conteúdo do Folha Dirigida
OU

Comentários

NEWSLETTER
Cadastre-se para receber notícias e Informações