Entrar Assine

Veja prova e gabarito da segunda fase do vestibular Estadual


Candidatos já podem consultar os cadernos de questões e os padrões de resposta oficiais da segunda fase do vestibular Estadual 2015 (acesse Aqui!). Na manhã deste domingo, dia 30, os participantes resolveram questões discursivas de Língua Portuguesa Instrumental e de duas disciplinas específicas. Todos tiveram de fazer, ainda, uma redação.

Segundo a coordenação do vestibular, dos 51.364 inscritos para a segunda fase do vestibular Estadual, um total de 46.408 compareceram para fazer a prova. Com isso, faltaram 4.956 participantes, o que gera um índice de 9,65% de faltosos. Todos os que não fizeram o exame já estão fora da disputa. Também serão eliminados aqueles que tirarem nota zero em alguma disciplina específica ou que ficarem com menos de 20 pontos na soma das pontuações do Exame de Qualificação e da etapa final.

Este ano, o tema da redação da Uerj, segundo candidatos, abordou a relação entre literatura e consciência social. Foi utilizado um texto de apoio que discutia a influência da leitura de obras literárias para o melhor entendimento da realidade do mundo atual. A candidata Joana Ennes, de 29 anos, gostou do assunto. Segundo ela, a proposta era discutir até que ponto era possível conhecer atributos e qualidades de uma pessoa a partir do que ela lê. Para ela, a Uerj, este ano, escolheu um tema à moda antiga.

"Foi um tema bem diferente do proposto nos últimos anos, quando a Uerj buscava trabalhar temáticas mais politizadas. Para mim, foi fácil trabalhar esse tema, pois é mais parecido com o que era trabalhado na época em que fiz vestibular pela primeira vez", destaca a estudante, que é formada em Fisioterapia.

Quem também parece não ter tido problemas com o tema foi Lucas Martins, de 19 anos. Inscrito para o curso de Ciências Sociais, ele procurou, em seu texto, abordar o papel do acesso à leitura para a formação da consciência crítica dos indivíduos.

"Procurei destacar que, quanto mais a pessoa lê, mais estuda, mais se conscientiza e maior base ela terá para exercer seu papel na sociedade", comentou Lucas, que acredita ter tido mais problemas na específica de Geografia. "As questões de História, as de Português e a parte de redação foram fáceis. Mas, em Geografia, caíram uns assuntos inesperados. Tinha uma questão que relacionava Ásia e Austrália", comentou o estudante.

Como sempre acontece com os temas de redação, parte dos candidatos não recebe bem a proposta. Jéssica Barbosa, de 17 anos, que tenta uma vaga em Engenharia Química, supreendeu-se com o tema desse ano. "Nunca imaginei que colocariam algo relacionado à Literatura como tema de redação. Foi bastante complicado pra mim, que não tenho muito o hábito de ler e não sou muito ligada em Literatura", avalia Jéssica. Para ela, a Redação e a prova de Química foram as partes mais difíceis da segunda etapa.

Por: Larica Santos - [email protected]
Assine e tenha acesso completo ao conteúdo do Folha Dirigida
OU

Comentários

NEWSLETTER
Cadastre-se para receber notícias e Informações