Folha Dirigida Entrar Assine

A importância do Networking


Atualmente o mercado de trabalho apresenta um cenário muito concorrido, além  de possuir uma formação acadêmica e cursos, como por exemplo, de lingua estrangeira é necessário que o profissional tenha, ainda, uma boa rede de contatos, também conhecida como Networking. A palavra Networking é uma expressão importada dos Estados Unidos e, em Recursos Humanos, pode significar rede, malha, círculo de relações pessoais e profissionais. Esta expressão é utilizada para definir o círculo de contatos que pode se fazer ao longo da carreira para auxiliar em seu sucesso. Este mecanismo é
baseado no auxílio mútuo e na indicação ou apresentação de produtos e/ou serviços, funcionando como forma de interligação profissional. Ele se mantém entre as pessoas, seja no âmbito profissional, pessoal, político ou com qualquer outro objetivo.

Um bom Networking pode funcionar como porta de entrada para uma almejada oportunidade de emprego, ajudar na construção de uma carreira bem sucedida ou, até mesmo, para recolocar o trabalhador no mercado. Há, aproximadamente, duas décadas este assunto vem sendo levado em conta pelos trabalhadores, que perceberam a importância de uma rede bem estrutura e vem investindo para construí-la. Entretanto
não se pode responsabilizar o Networking como única maneira de se obter o resultado profissional desejado, é preciso investir, também, em capacitação e na manutenção de uma carreira sólida. De acordo com a Psicóloga, Fátima Mangueira, que atua na área de Recursos Humanos há 25 anos e também possui formação na área de Coaching Executivo, as atuais exigências do mercado de trabalho vão além de apenas formação
ou qualificação, pois as oportunidades estão cada vez mais disputadas. Para se destacar em um ambiente repleto de pessoas com qualificações semelhantes um bom Networking é muito importânte.
"Atualmente para conseguir uma boa vaga de trabalho um Networking de qualidade é fundamental, ele pode abrir portas e oportunidades", diz.

CONSTRUINDO UM NETWORKING
 
É inegável a influência e benefícios que bons contatos profissionais podem proporcionar, porém para que isto ocorra é preciso que o interessado venha construindo seu círculo profissional ao longo dos anos. Um erro muito comum, cometido pela maioria, é o fato de só se preocupar com o o Networkig quando há a necessidade de utiliza-lo. Para que isso não aconteça, é necessário criar vínculos profissionais desde a formação acadêmica ou até mesmo escolar. Segundo Fátima Mangueira, é fundamental estabelecer um bom relacionamento, seja nas universidades ou no local de trabalho, em que através dele se possa mostrar as características profissionais e a capacitação. "Demonstrar ser um profissional responsável ou mesmo na universidade executar de maneira eficiênte as tarefas é uma forma de contribuir para a construção de uma boa imagem perante os colegas", afirma.

Outra maneira de criar uma rede é procurar no ambiente de trabalho ou estudo participar de diferentes grupos de pessoas, para ter a oportunidade de se relacionar com diversos profissionais aumentando assim o círculo de contatos. Após criados esses vinculos é
fundamental, para que o sistema de Networking funcione, mante-los. "Fazer uma relação dos nomes, telefones e e-mails e trocar informações com os colegas de faculdade e antigos trabalhos pode funcionar como maneira de manter o Networking atualizado", explica Fátima. Porém para ela não vale a pena investir na construção de um grande círculo profissional, é mais importante se preocupar em formar uma rede de bons contatos e que possam auxiliar o trabalhador na área em que ele deseja atuar. Um Networking bem feito pode funcionar, também, como forma de marketing pessoal em que o profissional divulga suas qualificações através de sua rede de contatos o que pode atrair opotunidades de trabalho. A psicóloga Fátima Mangueira, que atua como diretora de Recursos Humanos na Consultoria Mira, aconselha que deve- se manter o Networking durante toda a vida. "Sempre digo aos candidatos que vem à consultoria que eles devem fazer uma relação das pessoas que eles conhecem no meio social, profissional e educacional para que possam trocar e-mails e divulgar seus progressos profissionais e qualificações educacionais, podendo assim despertar o interesse para novas oportunidade", diz.
 
COMO E QUANDO UTILIZAR
 
Existem muitos casos em que o Networking pode ser colocado em prática, como por exemplo, quando uma chance de emprego é muito concorrida e o empregador recebe uma grande quantidade de currículos. Neste caso, ter alguém no círculo da empresa que pode passar referências positivas do candidato ao contratante pode ser considerado um diferencial e uma forma de chamar atenção para as demais qualificações. Ser indicado por outro trabalhador pode sinalizar para a empresa a confirmação das capacidades profissionais apresentadas pelo candidato, já que uma pessoa apenas indica quem ela
acredita que possa corresponder as exigências do empregador e que não criará problemas futuros para o responsável pela indicação. Sobre o assunto o auxiliar de escritório, Bruno Malveira, que já conseguiu um emprego através de uma indicação, acredita que construir uma rede de contatos faz toda a diferença. "Para que se indique alguém é necessário confiança e no mercado de trabalho isso é essencial, o
comprometimento também é um requisito de vital importância", afirma.
 
Outra situação em que o Networking pode funcionar como um bom aliado é na hora de obter informações sobre as vagas em aberto no mercado de trabalho. Com o grande fluxo de informação que se recebe atualmente é possível que determinada oportunidade, que possa interessar ao candidato, passe desapercebida ou que o mesmo perca o prazo de inscrição. Entretanto se o profissional estiver imerso em uma boa rede de contatos e deixar claro sua pretensão de trabalho, é provável que um de seus colaboradores sabendo de alguma vaga que possa interessar o alerte do processo seletivo e prazos de inscrição, possibilitando assim sua candidatura. Este foi o caso da analista de Recursos Humanos, Kaline Xavier, que foi informada sobre o processo de seleção da empresa onde trabalha atualmente por uma amiga que já era funcionária. Kaline conta que em função disso pode se candidatar à vaga e, após passar pelo processo de seleção foi contratada. Para ela essa troca de informações entre os profissionais é fundamental. "O mercado se comunica o tempo todo. Hoje uma das principais fontes de recrutamento são as redes de contato, nosso Networking", diz.

Engana-se quem acredita que o Networking funcione apenas para conseguir uma oportunidade de emprego. Ele pode ser útil em diversas situações como auxiliar no crescimento do profissional e inserir o interessado na área desejada, mesmo que ainda durante a formação acadêmica. A estudante de Publicidade e Propaganda, Suelen Gama, é um perfeito exemplo quando o assunto é utilizar a rede de contatos durante a graduação. Ela explica que conseguiu seu primeiro estágio através da indicação de uma amiga da faculdade. "Para o meu ingresso no estágio foi fundamental conhecer um funcionário da empresa. Meu contato encaminhou meu currículo para a pessoa certa e me passou informações sobre as melhores maneiras de participar do processo para preenchimento da vaga", diz. De acordo com Suelen, não basta apenas conhecer várias pessoas, é necessário encontrar os contatos certos para o desenvolvimento profissional, pois o relacionamento realmente dá resultado. "Grande parte das oportunidades de emprego são ocupadas através de indicações de conhecidos que compõem essa rede de
contatos", complementa. Suelen ressalta, ainda, a importante de estabelecer e manter o Networking. "Mesmo depois de alcançar o objetivo profissional que almejava é necessário conservar essa rede e jamais deixar de estabelecer novos contatos. Além de empregos esses contatos podem ser importantes para outros aspectos da carreira", finaliza.

Em determinados casos o Networking se dá de maneira tão natural que os envolvidos não se dão conta que estão fazendo essa tal rede de contatos funcionar. Foi o que aconteceu com Tayanna Gusmão, que conseguiu seu atual emprego por intermédio de uma amiga que a avisou sobre a oportunidade. "Minha amiga ficou sabendo da vaga e achou que eu pudesse me interessar. Me candidatei e consegui o emprego, se não fosse por ela talvez eu nem tivesse ficado sabendo dessa vaga", conta. É necessário compreender que investir na construção de uma boa rede de contatos não se trata de burlar as regras do processo seletivo ou estabelecer relações movidas por interesse. É importante, também, ter a pecepção que o Networking funciona como uma via de duas mãos, em que deve haver a troca de informações e interesses de ambos os lados. O Networking é, na verdade, uma importante ferramenta, entre tantas outras, que pode e deve ser utilizada pelos profissionais para melhorar seu desempenho no mercado de trabalho.

Comentários

NEWSLETTER
Cadastre-se para receber notícias e Informações