Folha Dirigida Entrar Assine

Conectando-se com o Mercado de Trabalho


Jovens e mulheres são os principais funcionários do setor que se define como "atendimento telefônico comercial ou não padronizado" que segue certos roteiros de atendimento.
 
O setor de telemarketing emprega 1,4 milhões de funcionários no Brasil. A maior parte desses trabalhadores é composta por mulheres jovens, no seu primeiro emprego, com ensino médio completo cursado em escola pública. Segundo especialistas, o número de empregados mantém o crescimento anual de 11%, índice parecido ao verificado nos últimos 12 anos. Em entrevista ao JORNAL EMPREGOS E ESTÁGIOS, o diretor de Recursos Humanos da Atento, empresa de contact center e terceirização de processos de negócios, Flávio Henrique Ribeiro explica que, anualmente, o setor de telemarketing movimenta no Brasil mais de R$10 bilhões. Nesta semana, a empresa oferece mais de 800 oportunidades de emprego para na cidade do Rio de Janeiro (RJ). A escolaridade exigida é ensino médio completo. Não é necessário ter experiência para o cargo. Flávio comenta, ainda, que o contact center é essencial para suprir as necessidades de outras empresas fornecedoras de produtos e serviços as quais o foco de atuação não é o atendimento. "Devido ao alto grau de especialização e escala, eles têm condições de realizar pesados investimentos em infraestrutura, aprimoramento de portfólio e, sobretudo, em programas de contratação, treinamento, capacitação e valorização dos profissionais", argumenta o diretor de Recursos Humanos.
 
 
Como está, atualmente, o panorama do segmento de telemarketing?
Telemarketing, que são vendas por telefone, é um termo que não condiz com a ampla oferta de produtos e serviços que o segmento de contact center oferece. Neste sentido, é importante ressaltar que o setor tem pouco mais de uma década de existência no Brasil, ou seja, ele é muito novo. Porém, ao longo dos anos, aspectos que envolvem tecnologia, processos e pessoas evoluíram muito, trazendo uma maior profissionalização. Especialistas indicam que anualmente o setor de contact center movimenta no Brasil mais de R$10 bilhões e gera mais de R$1 milhão de empregos diretos e indiretos. Todavia, ainda é cedo para afirmar que o setor está totalmente maduro. Se por um lado, a regulamentação adotada para o segmento acelerou uma evolução nos processos e na qualificação dos profissionais, devemos lembrar que ela tem origem em um apelo popular pela melhoria da qualidade do atendimento. A tecnologia chegou rapidamente nas casas dos brasileiros, e os consumidores estão mais cientes de seus direitos.
 
Este segmento está enfrentando alguma dificuldade?
Gostaria de destacar que o setor de contact center é um que mais emprega no Brasil, sendo reconhecido como a porta de entrada no mercado de trabalho formal, pelo número de pessoas que contrata anualmente, principalmente jovens que tem a oportunidade de um primeiro emprego. Um dos maiores desafios do segmento é a qualificação de seus profissionais e posterior retenção deste capital humano, tanto pelo volume de capital investido quanto da necessidade de criar iniciativas diferenciadas para redução do turnover (relação entre admissões e demissões). Outro grande desafio está na criação de mecanismos ou métodos, pelas empresas de contact center, que possam medir e controlar de forma mais precisa a experiência do consumidor. Como entender as expectativas, por meio de diversas plataformas de interação entre as pessoas, que estão a cada dia mais diversificadas e, consequentemente, mais complexas, buscando atender a constante evolução do perfil do consumidor, que exige agilidade, assertividade e transparência em todo contato que realiza com as empresas. O telemarketing é essencial para suprir as necessidades de outras empresas fornecedoras de produtos e serviços as quais o foco de atuação não é o atendimento em si. Devido ao alto grau de especialização e escala, eles têm condições de realizar pesados investimentos em infraestrutura, aprimoramento de portfólio e, sobretudo, em programas de contratação, treinamento, capacitação e valorização dos profissionais.
 
Os profissionais que querem atuar nesse setor irão trabalhar em que funções?
Na Atento, temos oportunidades de carreira para atuação na área operacional, nos cargos de teleoperador, supervisor, gestor, gerente de operações – e também na área administrativa, que comportam  todos os departamentos de uma organização tradicional, como Recursos Humanos, Compras, Jurídico, Responsabilidade Social Corporativa, Comunicação, TI, Infraestrutura, Logística e Contabilidade, entre outros, em cargos que variam de assistentes a diretores.
 
Existem dificuldades em encontrar mão de obra qualificada?
Como contratamos o ano inteiro, nossa mensagem para o mercado, inclusive para os futuros candidatos é que, para os interessados em desenvolver carreira na companhia, temos projetos que estimulam continuamente o desenvolvimento de nossos funcionários, oportunidades de ascensão, além de políticas como a de Remuneração Variável - destinada aos 85 mil funcionários da companhia - que valorizam, reconhecem e recompensam esforços concentrados na busca pela superação das metas corporativas. Além disso, oferecemos um plano de carreira estruturado, com oportunidades de carreira para jovens que buscam o seu primeiro emprego (não exigimos experiência profissional para o cargo de teleoperador), jovens aprendizes, Programa de Estágios além da Melhor Idade, profissionais que desejam retornar ao mercado de trabalho.
 
Qual o nível de escolaridade exigido para ingressar na Atento?
O nível de escolaridade dependerá da oportunidade de carreira aberta. Para o cargo de teleoperador, por exemplo, o perfil exigido é ter o ensino médio completo, bom vocabulário, boa dicção, fluência verbal, desenvoltura no relacionamento interpessoal, dinamismo, conhecimentos de informática e habilidade em digitação. Já nos serviços presenciais, para promotor de vendas I, o perfil exigido pela Atento é ensino médio completo, conhecimentos em informática e tecnologia, dinamismo, objetividade, organização, habilidade para argumentar, pró-atividade, experiência em vendas, além de ser desejável ter experiência no cargo.
 
É oferecido treinamento para todos os novos profissionais da empresa?
Sim, investimos intensamente em Educação Corporativa, para capacitar, treinar e desenvolver nossos funcionários. Oferecemos também projetos que estimulam continuamente o seu desenvolvimento com oportunidades de ascensão da carreira em todo o Brasil
 
Há chance de crescimento? Como é feito esse processo seletivo?
Sim. Temos uma equipe de profissionais altamente qualificada para seleção de funcionários, que tem o objetivo de identificar os profissionais do futuro, por meio de processos seletivos específicos para cada área de atuação da empresa. Em primeiro lugar, a companhia avalia se o candidato possui os pré-requisitos necessários para a vaga a que ele está se candidatando, como o grau de escolaridade, ou mesmo se poderá ser aproveitado para uma vaga mais técnica, como ser bilíngue ou ter conhecimentos e afinidades com redes sociais, por exemplo.
 
Na hora da seleção, o que vocês buscam em um candidato? Qual o perfil de um profissional para que ele possa ter sucesso nesse setor?
Acredito que a primeira dica é estar atento às oportunidades oferecidas no setor e se seu perfil condiz com os das vagas em questão. Além disso, dependendo de seu objetivo profissional, buscar companhias que invistam no desenvolvimento de sua carreira e o preparem para o exercício da função. No caso da Atento,  nós valorizamos as competências individuais e propiciamos um ambiente em que eles possam, caso tenham interesse, desenvolver e seguir ascendendo em sua carreira, estimulando seu crescimento pessoal e profissional por meio de parcerias com instituições de ensino (descontos em cursos superiores, pós-graduação, MBAs, escolas de idiomas e informática) e pelo treinamento corporativo, destinado a todo quadro profissional.
 
E qual é a média salarial oferecida ao profissional quando ingressa na Atento?
Todas as oportunidades de trabalho na Atento são em regime CLT e a remuneração salarial varia de acordo com a operação atendida (cliente) e a carga horária praticada.  Além disso, há a política de Remuneração Variável citada no início da entrevista e, para algumas operações, como as que realizam o serviço de vendas, onde há o comissionamento por metas alcançadas.
 
E já há uma previsão de quantos empregos devem ser gerados até o final de 2013?
Não podemos provisionar, mas gostaria de destacar que contratamos o ano inteiro devido à expansão das operações, novos clientes e diversas demandas geradas por datas comemorativas como as festas de fim de ano.
 
Como é o processo seletivo realizado pela Atento?
Na área operacional (teleoperador/ supervisor) e para serviços presenciais (promotor de vendas I, promotor de recargas, consultor de vendas I e II), as etapas do processo seletivo consistem em: convocação e triagem por telefone, provas obrigatórias / específicas, dinâmica de grupo e entrevistas.
 
BOX - Fique atento às oportunidades!!
A Atento seleciona profissionais para 842 oportunidades no Rio de Janeiro, sendo todas na área operacional para o cargo de teleoperador. A escolaridade exigida é ensino médio completo. Não é necessário experiência para o cargo. Todas as oportunidades são efetivas e imediatas. Para participar da seleção, é preciso ter ensino médio completo, bom vocabulário, boa dicção, fluência verbal, desenvoltura no relacionamento interpessoal, dinamismo, conhecimentos em informática e habilidade em digitação. Para concorrer os interessados devem se cadastrar pelo <www.atento.com.br>.
 

Comentários

NEWSLETTER
Cadastre-se para receber notícias e Informações