Entrar Assine

Notícia principal

Com vagas definidas, concurso fica ainda mais atrativo


Os próximos concursos do Banco do Brasil (BB), incluindo a seleção do Rio de Janeiro (cujo edital deverá sair este mês ou em maio), terão uma novidade: haverá vagas imediatas, conforme acordo firmado no último dia 7 entre o BB e o Ministério Público do Trabalho no Distrito Federal (MPT-DF). A decisão é uma boa notícia aos interessados em ingressar na empresa, segundo o especialista em concursos e coordenador pedagógico do curso Academia do Concurso, Paulo Estrella.
 
“É uma boa notícia, que serve de estímulo para quem estuda. Os novos candidatos do Banco do Brasil, sabendo que haverá vagas imediatas, terão mais segurança em fazer o concurso. Antes, esses concorrentes sabiam apenas do costume da empresa de chamar muitos candidatos. Com as vagas imediatas, é possível estudar para passar naquele número de vagas fixado, sendo que haverá ainda um cadastro de reserva, além do número de oportunidades imediatas. É uma excelente notícia.”
 
Ainda de acordo com o especialista, as seleções do BB irão tornar-se mais atrativas, justamente pela segurança que as vagas imediatas proporcionam. Paulo Estrella acredita que a concorrência tende a aumentar, o que obriga os candidatos a intensificarem ainda mais a preparação. “Acredito que aqueles candidatos que tinham dúvidas em participar dos concursos do BB, pelo fato de não haver vagas imediatas, passem a concorrer, tendo em vista que haverá a segurança de convocação dos aprovados dentro daquele número de vagas. Como o BB chama bastante aprovados, espera-se ainda uma boa utilização do cadastro de reserva, ou seja, daqueles aprovados além das vagas imediatas”, pontou.

O procurador do MPT-DF Carlos Brisolla afirmou que o acordo é muito importante e trará respeito aos candidatos dos concursos do BB, além da transparência necessária. “Por prever a mudança no sistema de convocações do Banco do Brasil, retirando a figura exclusiva do cadastro de reserva, o acordo é importantíssimo”, assinalou.

 
Expectativa por muitas contratações no RJ

O acordo firmado com o Ministério Público do Trabalho no Distrito Federal (MPT-DF) trouxe ao Banco do Brasil (BB) uma pendência em relação ao próximo concurso, cujo um dos estados contemplados será o Rio de Janeiro. É que agora o BB precisa definir quantas vagas oferecerá nessa próxima seleção, além do cronograma a ser seguido. A expectativa de publicação do edital, porém, segue para este mês ou maio, conforme diretriz do BB de divulgar as regras de suas seleções três ou quatro meses antes de o prazo de validade do concurso anterior expirar, o que nesse caso ocorrerá em 26 de setembro.
 
A expectativa é de que o Rio de Janeiro tenha uma boa oferta de vagas (entre imediatas e em cadastro), já que a cidade é considerada estratégica pelo banco, tendo em vista que sediará as Olimpíadas em 2016. A diretriz já foi confirmada pelo diretor de Gestão de Pessoas do BB, Carlos Netto. O banco tem estrutura e programa da seleção definidos e disponíveis aos interessados, tendo em vista que ambos foram publicados no concurso em andamento para 15 estados. Além disso, a Fundação Cesgranrio é a organizadora, já que as partes têm um contrato de cinco anos. Os concorrentes serão avaliados por meio de 70 questões objetivas e redação. Haverá 25 questões de Conhecimentos Básicos e 45 de Conhecimentos Específicos. Já a redação, será do tipo dissertativo-argumentativo, e terá entre 25 e 30 linhas.

A função de escriturário exige o nível médio e proporciona rendimento inicial de R$3.280, somando salário-base de R$2.227,26, ajuda-alimentação de R$572, vale-refeição de R$431,16 e vale-cultura de R$50.
Os funcionários do BB têm direito ainda a ascensão e desenvolvimento profissional, participação nos lucros ou resultados, vale-transporte, auxílio-creche, auxílio a filho com deficiência, plano odontológico, assistência médica (planos de saúde), previdência privada e participação no Programa de Qualidade de Vida no Trabalho. Além do Rio, a seleção será destinada ao Amazonas (parte do estado), Espírito Santo, Minas Gerais (parte), Rio Grande do Sul e Santa Catarina (parte). O regime de contratação é o celetista.

Comentários

NEWSLETTER
Cadastre-se para receber notícias e Informações