Folha Dirigida Entrar Assine

Notícia principal

Concurso Câmara-DF: órgão envia esclarecimentos ao Tribunal de Contas

Concurso Câmara-DF: órgão envia esclarecimentos ao Tribunal de Contas

Resumo: Além disso, o Instituto Quadrix impetrou mandado de segurança visando o cancelamento do concurso da Câmara do DF ao TJDFT, mas o pedido foi indeferido


A Câmara Legislativa do Distrito Federal informou à FOLHA DIRIGIDA Online que encaminhou nesta segunda-feira, dia 11, os esclarecimentos necessários ao Tribunal de Contas do DF quanto às suspeitas de irregularidade na escolha da FCC como organizadora do concurso Câmara-DF, que segue suspenso
 
Concurso Câmara-DF 2017 segue suspenso
O órgão esclareceu que, embora o prazo estipulado internamente para o envio dessas informações fosse até a última quarta, 6, a Câmara postergou a data pois faltavam maiores detalhes a serem pontuados na defesa.
 
Questionado se o tribunal sinalizou algum tipo de prazo para dar sua resposta definitiva, a Assessoria de Imprensa da Câmara Legislativa disse que não, mas acrescentou que isso não deve demorar a acontecer, já que segundo o cronograma do concurso, as inscrições começariam na próxima quinta, 14. 
 
O setor de Comunicação destacou também que caso a resposta do TC-DF saia até quarta, 13, o prazo de inscrição continuará mantido. Já quanto às provas, as datas (10 e 17 de dezembro) só deverão ser alteradas caso a suspensão temporária do concurso se prolongue por muito tempo. 

Tribunal de Justiça do DF indefere liminar do Instituto Quadrix

Na última quarta, 6, o Instituto Quadrix impetrou um mandado de segurança com pedido de liminar contra a realização da seleção ao Tribunal de Justiça do Distrito Federal e dos Territórios (TJDFT). A Corte, porém, não acatou ao pedido e indeferiu esse mandato. 
 
Na alegação, a qual FOLHA DIRIGIDA Online teve acesso, a banca disse que o processo de escolha da FCC como a organizadora dessa seleção não teve a publicidade necessária, o que não permitiu a ampla concorrência das demais interessadas, como o Instituto Quadrix.
 
O organizador alegou ainda que apresentou a melhor proposta no quesito preço. No entanto, a desembargadora Carmelita Brasil extinguiu o mandado de segurança que tramitava no TJDFT.
 
Na sua decisão, ela argumentou que como a escolha foi feito por meio de dispensa de licitação, não é importante o fato de o impetrante apresentar melhor preço. "As alegações expendidas pelo impetrante, portanto, seriam relevantes caso houvesse processo licitatório o que, repita-se, não há".
 
Se você é um dos muitos concurseiros que não desistirão dessa seleção, é importante, nesse tempo de espera, intensificar a preparação por meio de dicas de especialistas, provas anteriores e questões de estudo. E para conhecer melhor a Casa, nada melhor do que o raio-x do órgão.

Comentários

NEWSLETTER
Cadastre-se para receber notícias e Informações