Folha Dirigida Entrar Assine

Notícia principal

Confira gabaritos da prova de domingo


A chuva bem que tentou, mas não atrapalhou os mais de 42 mil candidatos do concurso da Casa da Moeda de fazerem a prova neste domingo, dia 4. No Centro Universitário Augusto Motta (Unisuam), a chegada dos participantes foi tranquila. As ruas no seu entorno estavam com uma boa circulação, os trens circulando normalmente e o bondinho do Complexo do Alemão também. Os gabaritos oficiais das provas já foram divulgados nesta segunda, dia 5. Os candidatos poderão dar entrada em recursos até esta terça, dia 6 de março, no site da Fundação Cesgranrio, organizadora da seleção.
 
Muitos candidatos chegaram cedo ao local de prova, como  Marco Luiz, de 36 anos, motorista, e que está tentando pela segunda vez passar neste concurso. Na última edição, não conseguiu ir para a próxima fase por meio ponto. Desta vez, está mais confiante e com a tendência de que vai ser um dos selecionados para a etapa seguinte. Juila Carolina, de 20 anos, pode estar fazendo a Casa da Moeda pela primeira vez, mas este não é o primeiro concurso da jovem. Inscrita nos concursos do INSS e do BNDES, utilizou este especificamente como forma de estudo, já que seu foco é a área de técnico de segurança social do INSS.
 
Nem tudo são flores para os participantes. O portão da Unisuam fechou pontualmente, às 9h. Claro que sempre tem uns atrasados, como Everton Rodrigues, de 23 anos, estudante. Everton mora em Caxias e saiu de casa as 8h, mas se perdeu no entorno da universidade. Chegou as 9:15min no local. Ele tinha estudado por seis meses para a prova e saiu na certeza de que iria chegar a tempo. Outra candidata que não conseguiu fazer a prova foi Rosangela Sodré. Segurança e com 38 anos de idade, ela tinha se dedicado um ano e meio para este concurso. Saiu cedo de casa, 6:40min, mas enfrentou problemas no trem. A locomotiva trocou de maquinista por três vezes no trecho Saracuruna/Bonsucesso. Rosangela usou provas passadas de amigos, mais cursinho preparatório como formas de estudo.
 
Grande parte dos candidatos saiu da prova as 10h. Paula Amaral, de 31 anos, Marcelo dos Santos, de 25 e Vanda Campos, de 48, acharam o teste da área administrativa fácil e com preguntas bastante tranquilas. Ambos acham que a média de corte vai ser alta e que aqueles que errarem mais de cinco questões podem não passar de fase. Já Bruno Valadares, de 23 anos, e Eduardo da Silva, de 26, acharam a prova de técnico de edificações complicada. Ambos não estudaram, pois trabalham na área. Apenas aproveitaram a experiência como forma de estudo. Não estão tão confiante de que vão passar e vão aguardar o resultado preliminar.
 
A volta dos participantes, assim como a vinda, estava ocorrendo sem transtorno. De acordo com o representante da Cesgranrio, organizadora, não teve nenhum caso de cola ou de fraude em nehuma das salas reservadas para o concurso. Apenas duas mulheres tiverem atendimento médico, mas de pequeno porte.

Serviço
Provas, gabaritos e orientações para recursos

Comentários

NEWSLETTER
Cadastre-se para receber notícias e Informações