Notícia principal

Correios: empresa dá passo importante rumo a concurso

Correios: empresa dá passo importante rumo a concurso


Com novidade, expectativa é de que seja acelerado o processo interno Plano de Desligamento Incentivado para Aposentado nos Correios, primeiro passo para viabilizar novo concurso
 
Os Correios deram um passo importante em direção ao aguardado concurso 2017 da empresa. A estatal conseguiu a aprovação da Secretaria de Coordenação e Governança das Empresas Estatais (SEST) do Ministério do Planejamento, para o seu programa de demissão voluntária (Plano de Desligamento Incentivado para Aposentado – Pdia), que, agora, deverá ser apresentado aos funcionários nas próximas semanas.
 
Após o anúncio do novo Pdia, em novembro, os Correios informaram que a abertura de uma nova seleção é sim uma possibilidade para após a conclusão do programa. O esperado, nesse sentido, é que seja retomada a seleção que foi suspensa temporariamente no ano passado, pouco antes da publicação do edital, por orientação do governo, em função da necessidade de corte nos gastos públicos.

Nível médio e iniciais de R$3.164

A seleção seria para cerca de 2 mil vagas de agente de Correios, além de cadastro de reserva, nas atividades de carteiro (144 para o Rio) e operador de triagem e transbordo, ambas de nível médio, com remunerações iniciais de R$3.164,46 (carteiro) e R$2.627,96 (operador), incluindo adicionais, a partir de fevereiro do ano que vem, conforme o acordo entre a empresa e a categoria.
 
 
O programa de demissão deverá ainda reforçar a urgência do concurso, uma vez que agravará o déficit de pessoal, que já é de 20 mil trabalhadores, como foi reconhecido  pela própria empresa durante negociação de acordo coletivo de trabalho, de acordo com a federação nacional dos funcionários dos Correios (Fentect). Espera-se que o Pdia possa reduzir o quadro da empresa em cerca de 8 mil trabalhadores. Atualmente, o efetivo, que já foi de 120 mil empregados, é de 117 mil. Os interessados na seleção podem conferir aqui o programa que estava previsto para a seleção que foi suspensa e que pode servir de base para a preparação.

Especialista orienta para os estudos

 
Por: Anderson Borges - [email protected]

CADASTRE-SE AGORA E VEJA MAIS SOBRE ESTE CONTEÚDO

OU

Comentários

NEWSLETTER
Cadastre-se para receber notícias e Informações