Folha Dirigida Entrar Assine

Notícia principal

Exclusivo! Concurso DPE-AM 2017/2018 edital sai de 15 a 20 dias

Exclusivo! Concurso DPE-AM 2017/2018 edital sai de 15 a 20 dias

Resumo: Concurso para Defensoria Pública do Estado do Amazonas está cada vez mais perto. Contrato com a instituição e a organizadora já foi assinado. Edital sai de 15 a 20 dias com 58 vagas.


Matéria atualizada no dia 09/10/2017 às 16h49

DPE-AM: concruso de 15 a 20 dias
Quem está contando as horas para o concurso DPE-AM já pode comemorar. Ele sai de 15 a 20 dias. A afirmação é do defenso chefe da Defensoria Pública do Estado do Amazonas, Rafael Barbosa, que confirmou a assinatura do contrato com a Fundação Carlos Chagas nesta sexta-feira, 6, para a realização do concurso.

"Assinamos hoje (sexta-feira, 6) o contrato, e o edital deve ser lançado de 15 a 20 dias. O prazo inicial aumentou um pouco", disse Rafael à FOLHA DIRIGIDA fazendo menção ao prazo inicial estimado, que era de 10 a 15 dias da assinatura.

Ele também confirmou que o concurso vem com 58 vagas para técnico e analista, distribuídas nos cargos já publicados em uma resolução da defensoria. 

"Será o primeiro concurso público da Defensoria do Estado do Amazonas. Até então trabalhamos com funcionários do estado, que foram cedidos à defensoria. Será ainda a primeira vez que vamos usar o planos de cargos e salários dos servidores, que foi aprovado em 2014. Quem for aprovado no concurso vai se deparar com uma lei moderna e promissora", completou Rafael Barbosa.

Cargos em 12 áreas

Os cargos para o DPE-AM já tinham sido revelados na quarta-feira, 27, quando a entidade publicou uma resolução em seu Diário Oficial Eletrônico com as regras do concurso. Nela, além das organizações de praxe, o DPE especificou os cargos que devem contemplados na seleção com pelo menos 12 áreas de atuação para nível superior e médio. 

CARGO NÍVEL
Analista jurídico de defensoria Superior
Analista social de defensoria Superior
Analista em gestão especializado de defensoria Superior
Analista em gestão especializado em tecnologia da informação de defensoria Superior
Analista jurídico com especialização em Ciências Jurídicas Superior
Analista social com especialização em Psicologia, Serviço Social  Superior
Analista em gestão 
especializado Administração, Biblioteconomia, Ciências Contábeis, Engenharia Civil
Superior
Analista em gestão especializado em tecnologia da informação (analista de sistemas/analista em banco de dados) Superior
Assistente técnico de defensoria Médio
Assistente técnico em tecnologia da informação de defensoria Médio
Assistente técnico com especialidade em téc. administrativo e téc. em agrimensura Médio
Assistente técnico em tecnologia da informação com especialidade em suporte e programador Médio

 

Salários de até R$ 6mil

Em julho deste ano, a Assembleia Legislativa do Amazonas aprovou um Projeto de Lei que reduz a remuneração de cargos ainda não providos na Defensoria Pública do Amazonas. A medida atingiu principalmente os cargos de Analista Jurídico, Analista em Gestão e Analista Especializado em Tecnologia da Informação, que só serão preenchidos no concurso que será lançado. No entanto, a economia feita com o reajuste desses salários foi a que possibilitou a contratação de servidores próprios para a DPE-AM na seleção 2017/2018.

Antes da aprovação da PL 180 (como é conhecida a lei que reduziu os salários dos servidores do DPE-AM), o plano de cargos e salários dos servidores da Defensória Pública do Amazonas, que foi aprovado em 2014, previa salário de analista jurídico, por exemplo, na faixa de R$7 mil, na categoria A1. Depois da lei, o vencimento passou a R$ 6 mil.

"Será a primeira vez que vamos usar o planos de cargos e salários dos servidores, que foi aprovado em 2014. Quem for aprovado no concurso vai se deparar com uma lei moderna e promissora", disse Rafael Barbosa.


Como estudar para concurso público? Confira dicas e técnicas!

CADASTRE-SE AGORA E VEJA MAIS SOBRE ESTE CONTEÚDO

OU

Comentários

NEWSLETTER
Cadastre-se para receber notícias e Informações