Entrar Assine

Notícia principal

Eleições: compare propostas para os concursos no Rio

Eleições: compare propostas para os concursos no Rio


Neste domingo, dia 30, os eleitores do Rio de Janeiro terão um papel decisivo na definição do caminho que a cidade irá seguir nos próximos quatro anos. Será a hora de escolher quem será o novo prefeito do município e, consequentemente, quais políticas públicas serão implementadas na próxima gestão.
 
A disputa eleitoral no Rio foi para o segundo turno, ficando entre Marcelo Crivella, do PRB, senador da República e ex-ministro do governo Dilma Rousseff, e Marcelo Freixo, do Psol, deputado estadual, tendo sido eleito com o maior número de votos em todo o país em 2014.
 
Em função da importância de o município contar com um serviço público forte e valorizado para atender bem à população, é essencial conhecer as propostas dos dois candidatos para o setor. Pensando nisso, a FOLHA DIRIGIDA traz as principais promessas de Crivella e Freixo para a saúde, educação, segurança, fiscalização e para a valorização dos servidores.
 
As metas destacadas foram extraídas das entrevistas exclusivas concedidas ao jornal antes do primeiro turno das eleições. Quem desejar, pode conferir as íntegras das sabatinas de Crivella e Freixo. No caso de Marcelo Crivella, embora tenha sido convidado, assim como todos os demais, a comparecer aos estúdios da FOLHA DIRIGIDA, o candidato respondeu aos questionamentos por e-mail.

 

“Ideia é realizar concursos. Desde que sejam viáveis do ponto de vista financeiro

Crivella   

 

“Temos o princípio do poder público, do concurso público e do regime estatutário”

Freixo      

     
Crivella afirmou que fará um mapeamento das carências na prefeitura e realizará “concursos regulares para todas as áreas”. Ele fez a ressalva, no entanto, de que a abertura das seleções estará vinculada à situação do caixa do município. “Minha ideia como prefeito é realizar concursos, sim. Desde que sejam viáveis do ponto de vista financeiro.”
 
Freixo criticou o atual modelo de administração do município, que, na sua avaliação, não acredita no poder público, optando pela terceirização e sem valorizar o servidor. O candidato promete uma gestão exatamente na direção contrária. “Temos o princípio do poder público, do concurso público e do regime estatutário”, garantiu. Confira abaixo as propostas dos candidatos e escolha a quem confiar a gestão da cidade.
 
 
propostas-prefeitura-rio-de-janeiro-2016

 


Comentários

NEWSLETTER
Cadastre-se para receber notícias e Informações