Folha Dirigida Entrar Assine

Notícia principal

Eleitores de Florianópolis irão decidir entre Cesar Souza Júnior e Gean Loureiro


No último domingo, dia 7 de setembro, 264.965 eleitores foram às urnas de Florianópolis para escolher quem seria o novo prefeito da capital. O resultado foi de 76.024 votos para Cesar Souza Júnior (PSD), o que totaliza 31,68% dos votos válidos, e 65.678 para Gean Loureiro (PMDB), que ficou em segundo lugar com 27,37%. Com isso, haverá segundo turno no dia 28 de outubro para decidir quem ocupará o cargo.
 
Entre as principais propostas dos candidatos em entrevista à FOLHA DIRIGIDA, o peemedebista Gean Loureiro pretende investir, principalmente, na área da Saúde. "Primeiramente, vamos permanecer com a política das Unidades de Pronto Atendimento, construindo a UPA do Centro da Cidade e o Pronto Atendimento Infantil, além da Policlínica da Lagoa da Conceição, fechando todas as áreas da capital, já que só temos o Norte, o Sul, o Continente e a Região Central", disse, completando com a necessidade da realização de concursos públicos e processos seletivos. "Com a crição destas unidades, mais de 600 empregos públicos serão gerados, o que nos obriga a realizar concursos a fim de admitir novos servidores para a saúde", destacou o candidato.

Cesar Souza Júnior apontou como uma de duas principais metas a diminuição da construção de prédios irregulares. "Em 2011 foram aprovados mais de 147 novos prédios. Se continuarmos assim, serão mais de 600 nos próximos quatro anos. É necessário liberar a construção apenas em áreas que tenham saneamento básico e sistema viário que comporte toda a infraestrutura urbana necessária, o quehoje não acontece", disse.

O candidato do PSD também destacou a valorização dos médicos e disse que pretende diminuir o número de funcionários comissionados e indicações políticas. "Vamos valorizar os profissionais da Saúde. Não adianta ter prédios bonitos e equipados se não tiver quem atenda a população. Nossa intenção é reduzir ao máximo possível o número de funcionários comissionados e as indicações políticas. Vamos trabalhar também para aumentar a remuneração e criar projetos de capacitação",
completou.

Comentários

NEWSLETTER
Cadastre-se para receber notícias e Informações