Folha Dirigida Entrar Assine

Notícia principal

Cerca de 1.900 aposentadorias tornam concurso IBGE 2018 urgente

Cerca de 1.900 aposentadorias tornam concurso IBGE 2018 urgente

Órgão negocia novo edital com governo. Sindicalistas cobram nova seleção


Enquanto o IBGE negocia com o governo a possibilidade de realizar o concurso IBGE 2018, o órgão sofre com a carência de pessoal e as aposentadorias. Na medida em que as demandas de pesquisas no país crescem a cada dia, o quadro de pessoal do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística diminui a cada mês.
 
Concurso IBGE 2018 é negociado com governo

Aposentadorias evidenciam necessidade do concurso IBGE 2018

(Foto: Divulgação)

Dados da Associação e Sindicato dos Servidores do IBGE (ASSIBGE) mostram que 1.900 servidores (38% do quadro atual) estão em abono de permanência, podendo se aposentar a qualquer momento. Somente este ano mais de 200 servidores já se aposentaram, ritmo que continuará até o fim do ano.
 
Essas aposentadorias rotineiras, consequentes da reforma da previdência anunciada pelo governo federal, tornou o concurso IBGE 2015 um verdadeiro "enxuga gelo".
 
"Mesmo com a entrada dos 600 aprovados e 300 excedentes, o número de aposentadorias foi tão grande que o déficit de pessoal permaneceu", lamentou o diretor da ASSIBGE Paulo Lindsay, alertando que sem concursos a situação de pessoal do IBGE tende a piorar nos próximos anos. "Além dos 1.900 em abono de permanência, muitos servidores já têm 26 anos de instituto, e estão próximos de terem direito a se aposentarem."
 
Segundo a ASSIBGE, em todas as carreiras do IBGE há carências de pessoal. Entretanto, o técnico, de nível médio, é o cargo com maiores demandas e necessidades. São necessárias reposições também para as funções de analista, tecnologista e pesquisador, de nível superior.
 


CADASTRE-SE

Para ter acesso a este conteúdo

CADASTRE-SE


Concurso IBGE 2018 ainda sem previsão

Procurado, o IBGE informou que ainda não tem previsão de realização do concurso para efetivos. A presidência do órgão, porém, sabe das necessidades e vem lutando, junto ao governo, para viabilizar a seleção. Tendo o sinal verde, o IBGE encaminhará novo pedido de concurso ao Ministério do Planejamento.

Os dados de carência e aposentadorias, passados pela ASSIBGE, foram confirmados pelo coordenador de Recursos Humanos do IBGE, Bruno Malheiros, em recente entrevista. Se pedir novo concurso, o IBGE deverá contemplar na solicitação os cargos de técnico, analista, pesquisador e tecnologista. O primeiro é destinado a quem possui o nível médio e tem remuneração de R$3.556,85. Os demais são destinados a graduados, com ganhos de R$7.458,49.

O concurso para efetivos não tem relação com o de temporários. Este, cujos resultados do primeiro e segundo edital já saíram, foi realizado para viabilizar o Censo Agropecuário. 
  
Quer estudar para o concurso do IBGE, mas não sabe por onde começar? Saiba como criar (e consertar) hábitos para ter sucesso. A FOLHA DIRIGIDA Online ainda te ajuda nessa tarefa. Confira provas para download, artigos dirigidos e cadernos de testes. Há ainda quase 100 vídeos que ajudam na sua preparação. Além do IBGE, outros concursos já estão programados para 2018. Escolha o seu!
 


ASSINE

Para ter acesso a este conteúdo, notícias e preparativos

ASSINAR


Por: Gustavo Portella - [email protected]

Comentários

NEWSLETTER
Cadastre-se para receber notícias e Informações