Como estudar para o concurso INSS? - Folha Dirigida
Folha Dirigida Entrar Assine

Notícia principal

Como estudar para o concurso INSS?

Como estudar para o concurso INSS?

Como organizar seus estudos para concurso INSS? Confira detalhes dos cargos e orientações do Especialista, professor Alexandre Prado.

Como estudar para o concurso INSS é uma das maiores dúvidas de quem sonha em ser um futuro servidor da autarquia. Isso porque esse é o edital mais aguardado de 2019 e a cada notícia, a expectativa por uma novidade só cresce.

Enquanto a informação mais desejada – quando sai o edital do INSS – não é divulgada, os interessados no concurso mantêm a preparação a todo vapor.

E você, Como você tem organizado sua rotina? Quer saber o que estudar para as provas? Reunimos detalhes dos cargos e orientações do Especialista da FOLHA DIRIGIDA, professor Alexandre Prado.

O que você vai encontrar nessa matéria? 

Técnico do seguro social Analista do seguro social
O que faz um técnico do seguro social? O que faz um analistado seguro social?
Especificações do cargo de técnico Especificações do cargo de analista
Concorrência nos últimos dois concursos Concorrência nos últimos dois concursos
Nota de corte do último concurso de 2015 Notas de corte do último concurso de 2015 
O que estudar para técnico O que estudar para analista 
Dicas para estudar para técnico Dicas para estudar para analista
Materiais de apoio para técnico Materiais de apoio para analista
7 maiores dúvidas ao estudar sozinho para o INSS


Mas, antes, vamos responder algumas dúvidas comuns a quem pretende fazer o concurso.

enlightenedComo fazer um planejamento financeiro para o concurso INSS
enlightened Como começar a estudar para o concurso do INSS

1. A digitalização dos processos pode diminuir o número de vagas?

Processos administrativos devem ser digitalizados, o que fará e trará uma maior oportunidade para áreas de Informática, opina O Especialista. 

Digitalizar não significa menos vagas e sim a otimização do trabalho, pois todo pedido sempre terá que ser autorizado e analisado por um servidor público.

2. Qual idade máxima para participar do concurso? 

Idade limite para participar é de 65 anos. Se já for servidor, até os 70.

3. Vai ter redação no concurso do INSS?

No último concurso não teve redação. Sobre a possibilidade de ter neste novo edital, Alexandre Prado explica que não é provável. O motivo é que a redação envolveria um maior custo para a banca organizadora e para o órgão também.

O que estudar para o concurso do INSS
Confira as dicas do Especialista da Folha Dirigida sobre como se 
preparar para o concurso do INSS (Foto: Divulgação)

O que é e como estudar para técnico do INSS?

O que faz um técnico do seguro social?

Realiza atividades internas e externas relacionadas ao planejamento, à organização e à execução de tarefas de competências constitucionais e legais do INSS que não demandem formação profissional especificas;

Coleta informações, executar pesquisas, levantamentos e controles, emitir relatórios e pareceres;

 Exerce, mediante designação da autoridade competente, outras atividades relacionas às finalidades institucionais do INSS.

Segundo O Especialista, os cargos de técnico e analista se assemelham em algumas funções. O técnico também pode participar de cargos de chefia e comissões para definir inúmeros assuntos dentro do órgão.

Especificações do cargo de técnico

Carga horária no INSS: 40 horas semanais

Escolaridade: nível médio

Remuneração em início de carreira: R$5.186,79

Remuneração no fim da carreira: R$9.557,25 (Podendo aumentar dependendo da qualificação e capacitação do servidor)

Concorrência nos últimos dois concursos do INSS

2015: 1.043.807 para 800 vagas - Relação de 1.305 candidatos por vaga*

2011: 904.459 para 1.500 vagas - Relação de 603 candidatos por vaga*

*Número é geral, mas a concorrência era por região.

Os números podem assustar em um primeiro momento, mas O Especialista destaca que desse número, poucos de fato estão se preparando para o concurso. Logo, esses que serão seus concorrentes de verdade.

Nota de corte do último concurso de 2015

Sorocaba-SP: 101 pontos, 2,8 vezes mais do que a pontuação mínima (36 pontos). A referência é a região que ofertou mais vagas.

O que estudar para o INSS

*com base no edital de 2015

Conhecimentos básicos: 50 questões

  • Ética no Serviço Público
  • Noções de Direito Constitucional
  • Noções de Direito Administrativo
  • Língua Portuguesa
  • Raciocínio Lógico
  • Noções de Informática

Conhecimentos específicos: 70 questões

  • Direito Previdenciário

Atenção! Na última prova, foram reprovados e eliminados os candidatos que se enquadraram em pelo menos um dos itens a seguir:

a) nota inferior a 10,00 pontos na prova objetiva de Conhecimentos Básicos P1;
b) nota inferior a 21,00 pontos na prova objetiva de Conhecimentos Específicos P2;
c) nota inferior a 36,00 pontos no conjunto das provas objetivas.

Confira mais abaixo como foi a distribuição das questões no dia da prova.

Dicas para estudar para técnico

O concurso para técnico do INSS possui um programa extenso e uma grande concorrência. Dessa forma, estabelecer uma estratégia para estudar para as provas é fundamental.

Segundo O Especialista, os interessados nesse cargo devem começar a estudar com antecedência. Os conteúdos de Direito Previdenciário devem ser bem trabalhados. Em relação a Noções de Direito Constitucional, você deve estudar com seriedade.

Alexandre Prado explica que não precisa se preocupar com jurisprudência aprofundada, pois não precisará ficar olhando as orientações jurisprudenciais. Porém, a parte de legislações e interpretação, o INSS perguntará em sua prova com toda a certeza. Logo, esteja preparado!

Para montar uma boa estratégia de estudo, você deve também escolher a sua região, para concorrer onde você tenha mais afinidade.

O foco nessa prova é errar menos possível, estudar todo o edital e fazer bastante exercício.

Materiais de apoio para técnico

Na FOLHA DIRIGIDA, você encontra uma série de materiais gratuitos para o concurso do INSS e também conteúdos exclusivos para assinantes FD. Se você ainda não é um assinante, saiba como fazer.





Como estudar para analista do INSS?

O que faz um analistado seguro social?

O analista é um dos cargos de nível superior do INSS, assim como o perito. Existe analista em áreas específicas e analistas para qualquer formação superior completa. Para o novo concurso, essa informação não foi divulgada.

Dependendo da formação e capacitação do funcionário, ele poderá desempenhar funções com atribuições específicas relacionadas ao cargo.

Prestar atendimento e acompanhamento aos usuários dos serviços prestados pelo INSS nas Agências da Previdência Social – APS e aos seus servidores, aposentados e pensionistas; elaborar, executar, avaliar planos, programas e projetos na área de Serviço Social e Reabilitação Profissional;

Supervisionar e homologar os programas profissionais realizados por terceiros ou instituições conveniadas;

Realizar avaliação social para fins de concessão de direitos previdenciários e benefícios assistenciais;

Promover estudos sociais e socioeconômicos, pesquisa e levantamento de informações visando à emissão de parecer social para subsidiar o reconhecimento e a manutenção de direitos previdenciários e benefícios assistenciais, bem como à decisão médico pericial;

Exercer, mediante designação da autoridade competente, outras atividades relacionadas às finalidades institucionais do INSS.

Especificações do cargo de analista

Carga horária no INSS: 40 horas semanais

Escolaridade: nível superior

Pode ingressar como analista com a graduação de tecnólogo? Depende. Alguns cursos como Direito não têm tecnólogo, então o exigido é o bacharel. Entretanto, Alexandre Prado acredita que cargos como TI podem ter essa possibilidade, porém somente com a publicação do edital para sacramentar as especificações das graduações.

Remuneração em início de carreira: R$7.659,87

Remuneração no fim da carreira: R$13.491,79 (Podendo aumentar dependendo da qualificação e capacitação do servidor)

Concorrência nos últimos dois concursos

 2015: 43.989 para 150 vagas - Relação de 293 candidatos por vaga*

 2013: 164.209 para 300 vagas - Relação de 547 candidatos por vaga*

*Número é geral, mas a concorrência era por região.

A concorrência no INSS é regional, ou seja, o candidato concorre para a vaga daquela cidade, região, gerência e estado escolhidos, de acordo com a oferta do edital.

Notas de corte do último concurso de 2015

 Sorocaba-SP: 71 pontos de 36 necessários.

O último convocado como imediato fez 71 pontos. Usamos de referencia a região que ofertou mais vagas.

O que estudar para analista do INSS

Conhecimentos Básicos – 50 questões

Língua portuguesa, RLM, Informática, Direito Constitucional, Direito Administrativo, Direito Previdenciário, Legislação da Assistências Social

Conhecimentos Específicos – 70 questões

 (Variando de acordo com o cargo de nível superior)

Dicas para estudar para analista

De acordo com O Especialista, não importa o tempo de estudo disponível por dia e sim a qualidade do estudo. Dessa forma, se você trabalha e quer estudar, monte um horário adequado e sem metas impossíveis.

O importante é que você comece a desenvolver o aprendizado dos conteúdos o quanto antes para estar pronto no dia da prova.

enlightened Maratona de dicas - Se Joga no INSS

Dessa forma, para se destacar em relação a grande concorrência, você já deve pensar na sua estratégia e separar os conteúdos e a sua forma de estudo.

Também é importante estar atento a prováveis mudanças que podem ocorrer em leis e nos editais. Lembrando que os interessados no INSS podem fazer os dois concursos: de analista (se atender a escolaridade) e o de técnico.

Uma forma de começar a sua preparação e pegando o edital e prova anteriores do concurso do INSS.

Materiais de apoio para analista

Na FOLHA DIRIGIDA, você encontra uma série de materiais gratuitos para o concurso do INSS e também conteúdos exclusivos para assinantes FD. Se você ainda não é um assinante, saiba como fazer.





7 dúvidas ao estudar sozinho para o INSS

Estudar já é uma tarefa difícil por si só. Isso tudo pode se tornar mais complexo ainda se o concurso tiver muitas disciplinas e matérias diferentes, como no caso do INSS.

Dessa forma, é preciso ter muita disciplina e compromisso, principalmente para encarar a tarefa de se estudar sozinho. Professor Alexandre Prado listou 7 maiores dúvidas ao estudar sozinho para o INSS.

1- Necessariamente quem faz “curso preparatório” tem vantagem?

Não, afinal o grande acúmulo de pessoas presentes em curso preparatório pode se tornar um impeditivo na hora do aprendizado. Além disso, caso o estudante detenha a condição de se distrair facilmente, qualquer acontecimento na sua presença poderá tirar o foco da aula.

Entretanto, a vantagem se destaca independentemente da modalidade para quem possuir foco e disciplina, basicamente esse é o veículo que levará ao alcance do sucesso.

2- Como ter acesso a um material de qualidade para estudar?

Teoricamente quando se estuda sozinho, nós nos isolamos do mundo, não é mesmo? Porém, atualmente temos um aliado muito forte para essa prática: a tecnologia. Com ela, temos acesso a material de estudo, grupos, vídeos e informações sobre o nosso concurso de interesse.

A tecnologia também traz certos questionamentos para atenção, durante o seu uso, devemos controlar o nosso foco para não desvirtuar em redes sociais ou pesquisando assuntos que não tenham nenhuma relevância com o estudo realizado.

Procure sempre obter a troca de informações, disponibilizar provas e materiais e buscar conteúdos que possam agregar.

“Estudar sozinho, mas nunca ficar sozinho”, destaca Alexandre Prado.

3- Como manter o foco e o ânimo estudando sozinho?

Existem dois pontos primordiais e complexos nessa questão: um é começar a estudar e o outro é manter o estudo. Esses itens se relacionam com o foco e o ânimo. 

Dessa forma, o foco vai trazer para o estudante a conquista daquele objetivo com o resultado. Para isso, você precisará de ânimo para encarar o seu planejamento estabelecido.

Uma forma de manter o ânimo, de acordo com Alexandre Prado, é criar metas possíveis de serem realizadas. E, ao final de cada tarefa concluída, se presentear, seja com um momento de lazer, um cinema, ficando ao critério do próprio estudante.

4- Como fazer um bom planejamento e cumprir?

O planejamento é um ponto estratégico para conseguir alcançar o seu objetivo. Você deve começar pela análise do edital. Como o edital do INSS ainda não saiu, você deverá começar a estudar pelo edital anterior.

Além disso, você deve fazer planejamentos factíveis com base no seu estilo e tempo de estudo. Outra coisa que deve ser feita é a mensuração do tempo disponível para o estudo, e preencher com as disciplinas a serem estudadas. Não se esqueça do tempo para praticar com exercícios também.

enlightened5 passos para acabar com a procrastinação nos estudos

5- Como a banca cobra o conteúdo?

Essa é uma pergunta que deve ser respondida pelo estudante. Ao traçar um objetivo, o candidato deve estudar como a banca do concurso costuma cobrar os assuntos.

No caso do INSS, a última banca do concurso em 2015 foi o Cebraspe. Essa é uma organizadora multidisciplinar, em que um item errado invalida um item certo, o que exige uma estratégia até na marcação das questões na prova na hora de confeccionar o seu gabarito.

A configuração da prova de 2015 foi a seguinte, para o cargo de técnico do seguro social:

Conhecimentos básicos - 50 Questões

  • Ética no serviço público (6 questões)
  • Regime Jurídico Único (6 questões)
  • Noções de Direito Constitucional (7 questões)
  • Noções de Direito Administrativo (5 questões)
  • Língua Portuguesa (15 questões)
  • Raciocínio Lógico (6 questões)
  • Noções de Informática (5 questões)

Conhecimentos específicos 70 Questões

  • Seguridade Social

O destaque é para a ênfase em Língua Portuguesa na parte de conhecimentos básicos. Enquanto isso, a banca busca uma equidade no restante das disciplinas.

6- A relação candidato vaga é essencial?

O concurso INSS é esperado há bastante tempo. Com isso, o déficit de pessoal só vem crescendo nos últimos anos. A tendência é que o número de inscritos seja bem elevado. Mas, segundo Alexandre Prado, não é preciso se preocupar com essa questão. Afinal, do número total de inscritos, pouquíssimos de fato estão se preparando.

Outro ponto é que para ser aprovado, basta ir bem na prova, chegar próximo de gabaritar. E isso é algo que só dependerá do seu empenho, dedicação e foco.

7- É possível estudar sozinho e ser aprovado?

Sim, o próprio Alexandre Prado é um exemplo de que é possível estudar sozinho e ser aprovado. O caminho é ter muita disciplina e compromisso, principalmente para encarar a tarefa de se estudar sozinho. 




Comentários