Folha Dirigida Entrar Assine

Notícia principal

Veja 270 vídeos especiais para a sua preparação!


Os servidores da Previdência Social, incluindo os do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), organizam-se visando à greve da categoria, marcada para ter início em 7 de julho, para, entre outras coisas, reivindicar concurso na autarquia. Segundo a Federação Nacional dos Sindicatos dos Trabalhadores em Saúde, Trabalho, Previdência e Assistência Social (Fenasps), as assembleias, que irão debater o indicativo nacional de início do movimento, começaram a ser marcadas em todo o país. Na pauta de reivindicações encontra-se a seleção do instituto, devido às 10 mil aposentadorias previstas, conforme informações do Tribunal de Contas da União (TCU).
 
Apesar da demora na autorização, os interessados devem continuar estudando, pois o concurso é inevitável, exatamente devido ao grave quadro de déficit de pessoal. A última seleção do INSS serve como base de estudo. Em 2011, quando houve o último concurso, os candidatos foram avaliados por meio de prova objetiva, composta por 60 questões, sendo 20 sobre Conhecimentos Gerais e 40 sobre Conhecimentos Específicos. Para auxiliar na preparação dos interessados em ingressar no INSS, a FOLHA DIRIGIDA disponibiliza um acervo de 270 vídeos de preparação, com aulas e resolução de questões das disciplinas cobradas nas provas do cargo de técnico do seguro social. Quer acelerar seus estudos? Então, acesse !
 
Enquanto isso, a pressão pelo concurso e por melhores condições de trabalho, além da incorporação das gratificações nas aposentadorias e pensões, só aumenta. O governo, portanto, está cada vez mais pressionado a priorizar a Previdência Social e a dar o aval para o concurso do INSS. A autarquia solicita ao Ministério do Planejamento 4.730 vagas, sendo 2 mil de técnico, de nível médio, 1.580 de analista do seguro social, de nível superior, e 1.150 de perito médico, para graduados em Medicina. Os rendimentos são de R$4.620,91 para técnico, R$7.504,45 para analista e R$10.559,64 para perito. O ministro do Planejamento, Nelson Barbosa, já informou que o concurso do instituto terá prioridade. No entanto, isso ainda não se transformou em autorização. Além dos sindicatos, deputados federais também fazem a cobrança. Chico Alencar (Psol-RJ) e Simone Morgado (PMDB-PA) aguardam respostas de ofícios entregues ao Planejamento, solicitando prioridade e o aval imediato.

Comentários

NEWSLETTER
Cadastre-se para receber notícias e Informações