Folha Dirigida Entrar Assine

Notícia principal

Departamento nomeia 578 agentes e papiloscopistas


A Polícia Federal (PF) nomeou os 578 aprovados no concurso para agente e papiloscopista, cujo resultado final foi homologado no último dia 18. Foram nomeados 482 novos agentes e 96 novos papiloscopistas. A validade da seleção irá até o próximo dia 17 e pode ser prorrogada por um mês.

A expectativa é que nesse período o Ministério da Justiça se posicione sobre a convocação de 236 excedentes. De acordo com a comissão dos aprovados no concurso - formada para reivindicar a convocação desses aprovados, que ainda teriam que passar por curso de formação -, o ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, é favorável ao aproveitamento dos excedentes.

O outro concurso aberto pela PF em 2012, para 600 vagas de escrivão, delegado e perito, ainda depende do andamento, no Supremo Tribunal Federal (STF), do processo referente à reserva de vagas para deficientes. No início de fevereiro, a Advocacia- Geral da União (AGU) deverá decidir se recorre contra a decisão da ministra Cármen Lúcia, que confirmou a necessidade do departamento reservar parte das vagas do concurso para pessoas com deficiência. Já a ministra terá que decidir se submete a questão ao plenário do STF, conforme pedido da Associação Nacional dos Delegados de Polícia Federal (ADPF).

Novo concurso - A PF já tem confirmada a abertura, este ano, de concurso para 1.200 vagas, sendo 600 de agente, 450 de escrivão e 150 de delegado, cargos de nível superior (bacharelado em Direito, no caso de delegado), com remuneração inicial de R$7.887 (agente e papiloscopista) e R$14.410,11 (delegado), incluindo o auxílio-alimentação, de R$373. Além da escolaridade, é necessária a carteira de habilitação, (B ou superior).

Comentários

NEWSLETTER
Cadastre-se para receber notícias e Informações