Entrar Assine

Notícia principal

Federação aponta carência de 6 mil agentes na PF


Um dos poucos órgãos teoricamente fora da suspensão de concursos no Poder Executivo federal, a Polícia Federal (PF) aguarda a confirmação de verba por parte do Ministério do Planejamento para preencher 558 vagas de delegado e perito (ambos de nível superior, com remuneração inicial de R$17.288,85). Entretanto, segundo o presidente da Federação Nacional dos Policiais Federais (Fenapef), Luís Boudens, a maior carência hoje é de agente, apontando a necessidade de contratação de pelo menos 6 mil novos servidores para o cargo.
Assine e tenha acesso completo ao conteúdo do Folha Dirigida
OU

Comentários

NEWSLETTER
Cadastre-se para receber notícias e Informações