Folha Dirigida Entrar Assine

Notícia principal

Retomado concurso para administrativos. Veja gabaritos


O concurso para 216 vagas de agente administrativo da Polícia Rodoviário Federal (PRF) foi retomado nesta quarta-feira, dia 11. O departamento e a Funcab (organizadora) assinaram acordo extrajudicial proposto pelo Ministério Público Federal (MPF/MS), conforme antecipou a FOLHA DIRIGIDA, visando à continuidade da seleção. Ficou acordado que as provas objetivas serão aplicadas novamente, no dia 22 deste mês, para os 415 candidatos de Campo Grande/MS, que não receberam o caderno de questões no dia 25 do mês passado, data em que o exame foi realizado em todo o país. Os demais candidatos terão a prova corrigida normalmente, com os gabaritos preliminares tendo sido divulgados na manhã de hoje (clique AQUI para acessar os gabaritos e os cadernos de provas). Segundo o MPF/MS, a medida não é a ideal mas, no momento, "é o mais próximo da igualdade e da razoabilidade".

Os recursos contra as respostas oficiais e questões da prova serão recebidos nestas quinta e sexta-feiras, dias 12 e 13, no site da organizadora. As novas provas estão marcadas para o dia 22 deste mês e serão realizadas das 15h às 18h30 (horário de Brasília), em local disponibilizado a partir desta quinta, 12, no site da Funcab, para consulta individual. A necessidade de reaplicação das provas já havia sido destacada por juristas consultados pela FOLHA DIRIGIDA, que, no entanto, discordaram quanto à abrangência da medida.

A PRF divulgou que de acordo com o Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) assinado, durante o levantamento das informações sobre o atraso na aplicação das provas no bloco E do Colégio Dom Bosco, na capital sul-mato-grossense, ficou constatado que os cadernos de provas não foram enviados para o referido local por não ter sido emitido o relatório de envelopamento. Esse erro teria acontecido porque o bloco E foi incluído posteriormente na lista dos locais de prova, em razão do aumento de candidatos na unidade. Segundo o MPF, não há indícios de que a ocorrência citada seja decorrente de ação ilícita.

O departamento ressalta ainda que a ocorrência atingiu apenas 0,16% dos mais de 250 mil inscritos no concurso e que, como é relatado no TAC, a anulação total da seleção representaria maior lesividade social que o próprio problema constatado. O acordo assinado prevê também a possibilidade dos 415 candidatos considerados prejudicados desistirem de refazer as provas e terem o valor da taxa de inscrição devolvido, no prazo de dez dias. Além disso, a Funcab terá que ressarcir, no prazo máximo de 30 dias, os candidatos que não moram em Campo Grande/MS, entre os 415 prejudicados, que comprovarem despesas com transporte (inclusive pedágio), alimentação e hospedagem.

Em todo o país, 259.136 candidatos eram esperados para fazer as provas do concurso no último dia 25. O número de faltosos ainda não foi divulgado. Além das provas, a seleção prevê investigação social. O cargo de agente administrativo é destinado a quem possui o ensino médio completo e tem remuneração inicial de R$3.937,77, incluindo o auxílio-alimentação, de R$373. O concurso visa à substituição de terceirizados irregulares.

Serviço
Recursos, desistência e ressarcimento: www.funcab.org/

Comentários

NEWSLETTER
Cadastre-se para receber notícias e Informações