Entrar Assine

Notícia principal

Definida organizadora do concurso


O Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJ-MG) acelerou, na última semana, os preparativos rumo ao novo concurso público para cargos do nível médio. Segundo fonte ligada ao TJ-MG, inclusive, a empresa organizadora da seleção já teria sido escolhida. De acordo com essa fonte, o órgão deverá anunciar em breve a Consuplan como responsável pelo concurso. O novo certame abrirá oportunidades para duas carreiras: oficial de apoio judicial (Justiça Comum) e oficial judiciário (Comissário da Infância e da Juventude). O tribunal ainda não confirma o quantitativo de vagas.

Os cargos têm como atrativos, além da sonhada estabilidade, a remuneração inciail, que atualmente é R$3.238,54, já com o valor de R$799 referente ao auxílio alimentação. A carga horária para ambas as funções é de 40 horas semanais. Alguns detalhes da seleção já são conhecidos, de acordo com o termo de referência. O documento tem como utilidade orientar a banca organizadora a formular o edital de abertura.

No termo, o valor da inscrição estabelecido é de R$60. Também as etapas do concurso foram estipuladas. A primeira é de provas objetivas, aplicadas em Belo Horizonte, Diamantina, Governador Valadares, Juiz de Fora, Montes Claros, Uberlândia e Varginha, em data que constará no edital. Ainda segundo o documento, para o cargo de oficial de apoio judicial também haverá prova prática de digitação, também a ser marcada.

No termo-base, os exames terão 80 questões de múltipla escolha. Em quatro horas, os candidatos deverão resolver 20 perguntas de Língua Portuguesa, 15 de Noções de Informática, 20 de Noções de Direito e 25 de Atos de Ofício. O conteúdo programático exemplificativo teve como base o último concurso, que aconteceu em 2009.

Na ocasião, a organizadora escolhida pelo tribunal foi a Fundação de Desenvolvimento da Pesquisa (Fundep). A seleção visava à formação de um cadastro de reserva para os dois cargos.

Comentários

NEWSLETTER
Cadastre-se para receber notícias e Informações