Entrar Assine

Notícia principal

Estudos devem começar já

Resumo: O novo concurso público para a área de apoio do Tribunal de Justiça do Estado de Minas Gerais (TJ-MG), que começa a sair do papel, deverá atrair milhares de interessados. A seleção reune diversos atrativos para quem tem o nível médio completo (antigo 2º grau). Por isso, de acordo com especialistas, a preparação para as provas deve começar imediatamente, antes mesmo da publicação do edital.  


O novo concurso público para a área de apoio do Tribunal de Justiça do Estado de Minas Gerais (TJ-MG), que começa a sair do papel, deverá atrair milhares de interessados. A seleção reune diversos atrativos para quem tem o nível médio completo (antigo 2º grau). Por isso, de acordo com especialistas, a preparação para as provas deve começar imediatamente, antes mesmo da publicação do edital.

Juntamente com a organizadora Consuplan, o TJ-MG decide os últimos preparativos para publicar o edital no segundo semestre. Ainda sem informar o número de vagas, as chances serão para as carreiras de oficial de apoio judicial (Justiça Comum e Juizado Especial) e oficial judiciário (Comissário da Infância e da Juventude). O documento deverá ser divulgado a partir do segundo semestre.

Um dos atrativos do concurso é a estabilidade, garantida pelo regime de contratação estatutário. Outro destaque que chama a atenção dos futuros candidatos é a boa remuneração. De acordo com o termo de referência, documento que serve de parâmetro para o edital, o salário inicial será de R$3.238,54, já incluído R$799 de auxílio-alimentação.

Outro grande incentivo é o número de contratações. No último concurso, realizado em 2009 e organizado pela Fundação de Desenvolvimento da Pesquisa (Fundep), o órgão não disponibilizou vaga imediata, mas criou um cadastro de reserva, que convocou mais de 200 aprovados. 

O nível de dificuldade das provas objetivas, segundo apontam especialista, é apenas intermediário, o que também deverá ajudar a aumentar o número de inscritos.

Segundo o termo referencial, a primeira etapa, do exame de múltipla escolha, deverá conter 20 perguntas de Língua Portuguesa, 15 de Noções de Informática, 20 de Noções de Direito e 25 de Atos de Ofício. Os concorrentes ao cargo de oficial de apoio judicial ainda passarão por prova prática de digitação.

Vídeoaula - Para orientação dos futuros candidatos, FOLHA DIRIGIDA, em parceria com o curso preparatório Atuallys, traz uma série de vídeoaulas com especialistas em concursos. Já está disponível gratuitamente na FOLHA online a primeira aula, com dicas de Informática com o professor Paulo Franca, que leciona no Atuallys.

Comentários

NEWSLETTER
Cadastre-se para receber notícias e Informações