Entrar Assine

Notícia principal

TJ de Minas vencimentos de R$3.238


 Visando uma das vagas para oficial de apoio judicial (Justiça Comum e Juizado Especial) e oficial judiciário (Comissário da Infância e da Juventude), os futuros candidatos ao esperado concurso para o Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJ-MG) seguem em preparação. Além da estabilidade, os aprovados contarão com remuneração inicial de R$3.238,54, já incluindo o valor do auxílio-alimentação, para ambos. O edital está previsto para este semestre.

  Especialista em preparação para concurso, o Professor Anderson Silveira, que leciona no curso Atuallys, reforça que preparação eficiente é aquela feita sem distrações. "O estudo de rendimento é aquele em que se desliga de todas as distrações possíveis. Sem facebook, whatsapp e qualquer pessoa ou situação que possa desviar a concentração. Às vezes a pessoa terá até que sair de casa, buscar uma biblioteca, por exemplo".

O professor aponta a necessidade em ir bem em Língua Portuguesa em concursos de nível médio ou médio/técnico. "Nesse tipo de seleção é  imprescindível atingir boa pontuação na prova de Português, pois por mais que a pontuação seja elevada nas outras disciplinas, o não domínio na Língua Portuguesa certamente implicará numa reprovação", afirma.

Anderson reconhece que estar matriculado em um curso preparatório é um diferencial, mas entende que há situações em que é impossível a alguns candidatos frequentar um cursinho, seja por dificuldade  financeira ou falta de tempo. A dica que ele compartilha é para que seja feito um estudo sistematizado, que seria pegar todos os conteúdos programáticos previstos para o próximo edital, dividi-los para dois meses de estudos, onde fossem feitas revisões periódicas nos fins de semana e ao fim de cada mês.

O professor reafirma a importância de realizar questões anteriores, sobretudo da Consulplan, atual organizadora. Mas lembra que devem ser questões recentes, com não mais de três anos, devido a rotação comum aos membros da banca.

Para os que ainda lutam com a determinação para alcançar uma vaga pública, ele lembra que todo desgaste é temporário, mas a satisfação de ser aprovado é perpétua. E certamente a participação em concursos anteriores colocará o futuro candidato na frente. "O estudo é sempre cumulativo e certamente a experiência de conteúdo e participação em um concurso anterior será últi para preparações futuras", conta.

As avaliações serão feitas por meio de prova objetiva, com 20 questões de Língua Portuguesa, 15 de noções de Informática, 20 de noções de Direito e 25 de Atos do Ofício. A segunda fase será uma prova prática de digitação.

Conheça as atribuções dos cargos

Os cargos em pauta para o próximo concurso para o TJ-MG são para oficial de apoio judicial (Justiça Comum e Juizado Especial) e oficial judiciário (Comissário da Infância e da Juventude). Baseando-se no edital01/2009, último concurso de nível médio para o órgão, confira as principais atribuições dos cargos, abaixo:

Oficial Judiciário (Justiça Comum e Juizado Especial) - realizar trabalhos de protocolo de petições, feitos, documentos, fichas e volumes recebidos; executar atividades qualificadas no campo de apoio administrativo e judiciário; realizar levantamentos, coleta, organização e análise de dados necessários à elaboração de pareceres e informações em processo e outros atos relacionados com as atividades administrativa e judiciária.

Oficial Judiciário (Comissário da Infância e da Juventude) - Deter ou apreender menor abandonado ou infrator, apresentando-o de imediato ao juiz ou a outra autoridade competente; lavrar auto de infração à lei de assistência e proteção ao menor; fiscalizar, nos termos da legislação específica, a entrada e permanência de menor em casas de diversão, bares, emissoras de rádio ou televisão, ginásios esportivos, cabarés ou congêneres e executar atividades afins identificadas pelo superior imediato.

Comentários

NEWSLETTER
Cadastre-se para receber notícias e Informações