Folha Dirigida Entrar Assine

Notícia principal

TJ-MG: estudos já devem ser iniciados


Quem busca estabilidade e boa remuneração poderá participar em breve do concurso público confirmado para este semestre para o Tribunal de Justiça do Estado de Minas Gerais (TJ-MG). Serão oferecidas vagas imediatas e cadastro, em todo o estado, para oficial de apoio judicial (Justiça Comum e Juizado Especial) e oficial judiciário (Comissário da Infância e da Juventude). A maior carência é para Belo Horizonte e Região Metropolitana. A remuneração inicial para ambos é R$3.238,54, já com o auxílio-alimentação de R$799.

Enquanto o concurso é aguardado, especialistas observam que os estudos devem ser intensificados, pois a concorrência deverá ser acirrada. Para orientação dos futuros candidato, FOLHA DIRIGIDA traz, a cada semana, um teste especial preparado com base no programa da seleção anterior, realizada em 2009.
      
 De acordo com o setor de Recursos Humanos do TJ-MG, o edital já está sendo elabodado pela Consulplan, empresa que será a organizadora do concurso. Para especialistas, os futuros candidatos também devem estar atentos ao tipo de prova e perfil da Consulplan, que pode ser determinante na aprovação.
 
"A Consulplan tem uma visão bem tradicionalista, ou seja, a Gramática Normativa aparece mais, principalmente no que diz respeito à sintaxe, onde o candidato deve priorizar o valor semântico dos conectivos, que ele acaba se preparando quando está estudando orações. Pontuação também é outro fator a estar na ponta da língua, pois prova Consulplan sem pontuação não é prova Consulplan", destaca o professor de Língua Portuguesa, Alexandre Soares. 

 A seleção dos candidatos será por meio de prova objetiva, com 20 questões de Língua Portuguesa, 15 de noções de Informática, 20 de noções de Direito e 25 de Atos de Ofício. A segunda fase será uma prova prática de digitação.
 

Comentários

NEWSLETTER
Cadastre-se para receber notícias e Informações