Folha Dirigida Entrar Assine

Notícia principal

TJ-SC 2017/2018: coach dá dicas de como se preparar para o concurso

TJ-SC 2017/2018: coach dá dicas de como se preparar para o concurso

Resumo: O concurso do Tribunal de Justiça de Santa Catarina já está em fase de escolha da banca organizadora. Por isso, a FOLHA DIRIGIDA conversou com o coach Ramon Átila para dar dicas de como estudar para essa seleção.


Uma das seleções que promete para os proximos meses é o concurso do Tribunal de Justiça de Santa Catarina (TJ-SC), que já está em fase de escolha da organizadora. É mais do que a hora de os candidatos darem um gás na preparação. Para aqueles que ainda não começaram a estudar, ainda dá tempo!
 
Ramon Átila
Coach de concursos orienta
para o TJ-SC
Por isso, a FOLHA DIRIGIDA pegou umas discas incríveis com o coach especialista em concursos Ramon Átila, do Super Professores. Ele respondeu algumas dúvidas a respeito da preparação para o TJ-SC.
 

Como estudar para o TJ-SC, se ainda não tem organizadora?

O fato de o órgão não ter definido a banca não impede que o interessado mescle os estudos com organizadoras tradicionais. É nisso que acredita Ramon Átila. Ele explica que mais importante do que saber quem será a banca é se preocupar em dominar todo o conteúdo do edital anterior. 
 
"Vejo muitos candidatos preocupados se a FGV realmente será a organizadora e, com isso, se haverá cobrança de outras disciplinas comuns à banca. É muito cedo para isso e uma preocupação antecipada", afirma o especialista.
 
Então, agora é a hora de esmiuçar o conteúdo completo do último edital e, só quando a banca for escolhida, começar um estudo mais focado, conforme seu perfil. Veja questões comentadas para o concurso do TJ-SC!
 

Disciplinas cobradas no concurso TJ-SC 2014

A melhor referência de estudos agora é o programa do edital anterior. Na ocasião, os concorrentes realizaram uma prova objetiva com 70 questões, cada uma valendo um ponto. Veja as disciplinas:
 
Nível médio:

Português 20
Raciocínio Lógico-Matemático 10
Conhecimentos específicos 40

Nível superior:

Português 15
Noções de Direito 15
Conhecimentos específicos 40

Podem ocorrer mudanças no conteúdo?

Sim! Embora o programa anterior seja sempre a melhor opção de direcionamento dos estudos, em alguns casos é importante estar preparado para possíveis alterações. 
 
"Muitos candidatos ficam na expectativa do edital ser todo igual ao anterior, mas o que nós temos visto, principalmente em provas para o TJ, é o acréscimo de matérias como Raciocínio Lógico ou Informática. Em alguns casos se faz o uso das duas disciplinas", alerta Ramon.
 
Por isso, o melhor que os interessados no concurso foquem realmente no programa de 2014, mas estejam "de coração aberto" para a possibilidade de novas disciplinas serem incluídas. 
 
 

Como organizar o tempo de estudos até o edital sair?

Antes de fazer um planejamento de estudos, que é essencial para otimizar tempo, o coach destaca que é fundamental conhecer e respeitar a própria rotina. Ele garante ser possível montar uma rotina de estudos compatível com os horários e o tempo disponível de cada concurseiro. 
 
A principal dica de Ramon é organizar um planejamento - diário, semanal - de forma que as disciplinas mais difíceis sejam enfatizadas. É importante ainda que o candidato estabeleça metas para que consiga visualizar melhor sua evolução e estimular ainda mais o aprendizado de cada dia. 
 
Investir em momentos de descanso também é essencial. Relaxar traz benefícios não apenas para o corpo, mas ajuda a fixar as informações e a recuperar a capacidade que o cérebro tem de manter o foco.  

Concurso terá vagas nos níveis médio e superior

O destaque do concurso é o cargo de técnico judiciário auxiliar, que exige apenas o nível médio e tem salário inicial de R$3.436,35. Os selecionados ainda terão direito a auxílio alimentação de R$1.160 por mês. 
 
No superior, haverá oportunidades nos cargos de analista administrativo, analista jurídico, oficial de justiça e avaliador, oficial da infância e juventude, arquiteto, engenheiro eletricista, engenheiro civil e enfermeiro. Para esses, os iniciais são de R$5.951,32, além do auxílio. Ainda há gratificações de diligência, que variam de R$1.142,14 a R$1.713,22. 


Por: Tamires silva - [email protected]

Comentários

NEWSLETTER
Cadastre-se para receber notícias e Informações